NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

terça-feira, 14 de junho de 2016

Xtravaganza: 4ª Edição do 'Periferia Inventando Moda' acontece na Matilha Cultural

Em Neon: terça-feira, 14 de junho de 2016



Pela primeira vez realizado na região central, essa será a maior edição do evento, que propõe apresentar novos talentos da moda e da beleza para o mundo fashion.

Em sua quarta temporada, o ‘Periferia Inventando Moda’ apresentará ao público brasileiro o resultado de mais um semestre de trabalhos de difusão da cultura de moda na periferia e capacitação profissional através do evento "IV PIM", que acontecerá no próximo dia 23 de junho na Matilha Cultural, localizada na Rua Rêgo Freitas, 542, São Paulo, das 19 às 22:30h (entrada gratuita). No evento serão apresentados desfiles de estilistas estreantes, bem como a última coleção do estilista Alex Santos, idealizador e diretor artístico do projeto. O desfile de Alex contará com a beleza do maquiador Max Weber e trilha ao vivo de KL Jay, do grupo Racionais Mc's. O evento acontece em parceria com a Matilha Cultural, e com o projeto Autoestima Brasil.

O ‘Periferia Inventando Moda’ é um projeto de inclusão social que, acreditando no poder transformador da moda e da beleza, pretende sensibilizar a comunidade de Paraisópolis e do entorno para esse universo, tendo em vista a realização pessoal e profissional dos participantes. Os objetivos do projeto são: promover a autoestima, a capacitação profissional e difundir a cultura de moda. As ações promovidas pelo projeto consistem em: workshops de modelos, maquiagem, costura e criação, editoriais de moda e desfiles.

Segundo Nil Mariano, diretor executivo do projeto: “a moda exerce grande poder individual e coletivo, influenciando a autoestima do indivíduo que é deparado com a expressão de seu lugar no mundo através do seu estilo, bem como mobilizando forças criativas e produtivas, despertando talentos e promovendo o empreendedorismo”. O Estilista Alex Santos complementa: “é por acreditarmos no poder transformador da moda que queremos ampliar nossas ações e criar uma escola de moda aqui em Paraisópolis, para descobrir e revelar os talentos escondidos da comunidade”. Sobre a relação entre moda e periferia, continua Santos: “a periferia consome apenas o que oferecem os magazines e as marcas de penetração popular, estando bastante distante da produção de moda, do acesso aos grandes eventos e da possibilidade de contribuir criativamente no processo. Nossa ideia é que a comunidade se aproprie e tudo o que a produção de moda oferece.”

Pela primeira vez, o evento acontecerá fora de Paraisópolis, sendo realizado no espaço da Matilha Cultural, na região central. “Foi uma decisão difícil”, afirma Mariano, “pois isso vai um pouco contra o nosso objetivo de difundir a cultura de moda para a comunidade. Mas apresentar o trabalho dos modelos, maquiadores e demais profissionais preparados pelo projeto, num espaço privilegiado do Centro, também é uma forma de inclusão social. Nossos modelos se sentem valorizados quando os levamos para desfiles fora da comunidade”. Segundo Santos, “ainda há muito preconceito contra Paraisópolis. A maioria dos veículos e profissionais de imprensa, principalmente da imprensa especializada de moda, ainda se sente insegura em se deslocar para a comunidade. Realizar o evento no Centro é uma forma de atingirmos uma parcela do público dos eventos de moda para quem sempre quisemos mostrar nosso trabalho, mas que por diversos motivos não estava disposta a entrar na favela”. Ainda conforme Mariano, “a ideia é que as edições se intercalem entre o centro e a comunidade”.

“O projeto vem crescendo em tamanho e prestígio”, conta Mariano, “eu e Alex fomos convidados a participar do último "Lições da Casa", ciclo de palestras que antecede a Casa de Criadores, e participamos também do Fórum de Moda, do Ministério da Cultura, que aconteceu no dia 10 de junho na PUC de São Paulo, com o tema "Inclusão Social”. Santos complementa: “acabamos de ministrar o nosso primeiro curso de maquiagem, com apoio da MAC Cosmetics, da Klass Vough e da Marco Boni, e que contou com a participação mais do que especial do maquiador Max Weber. Foi um grande sucesso. As maquiadoras formadas nesse curso darão suporte ao nosso evento, como forma de enriquecer sua experiência profissional e de colocarem em prática o que aprenderam”. Mariano conclui: “além dessas parcerias, estamos trabalhando em tempo integral na viabilização da escola de moda do projeto, que será sediada na comunidade de Paraisópolis e oferecerá cursos na área de criação, produção de moda e beleza. O início das atividades da escola de moda está previsto para o primeiro semestre de 2017.

Sobre os desfiles
Como uma vitrine de talentos da periferia para o mundo fashion, o PIM contará com desfiles de estilistas estreantes oriundos da periferia e protagonizados por modelos formados pelas oficinas do Periferia Inventando Moda e com o reforço de modelos do projeto Autoestima Brasil. Além disso, nessa edição, as maquiadoras formadas pelo projeto também darão suporte aos desfiles. “A parceria com outros projetos que também dão formação para a moda e a beleza na periferia como o Autoestima Brasil, sediado na Zona Leste, e o Projeto Tesourinha, enriquecem o nosso evento e consolidam o PIM como referência na divulgação dos projetos de moda inclusiva que acontecem na cidade. Para a inclusão social e o empoderamento e protagonismo da periferia, é importante somar esforços e não dividir”, pontua Santos. “Outra novidade importante dessa edição é que após os desfiles, será realizado um showroom no qual os estilistas poderão vender as peças de sua coleção e atender o público interessado em seu trabalho”, complementa Mariano.

Captação de recursos
Para a viabilização do projeto, os idealizadores criaram uma espécie de vaquinha virtual, onde a captação de recursos contribuirá para a realização da quarta edição do evento P.I.M. - Periferia Inventando Moda. Você pode apoiar este projeto até o dia 20/06/2016 às 23h59m59s. CLIQUE AQUI e seja uma das pessoas a apoiar o PIM.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Programação
19h Lounge
20h Desfiles: Afrodan, Mandy Beachwear, Mete a Marra, Cynthia Mariah, Kelly Sulysman e Alex Santos
20h50 Showroom/coquetel
22h30 Encerramento

Serviço
PIM – Periferia Inventando Moda – 4ª edição
Dia 23 de junho de 2016 (quinta-feira), das 19h às 22h30.
Local: Matilha Cultural - Rua Rêgo Freitas, 542, São Paulo
Telefone de informações para o público: (11)3256.2636.

Fotos: Túlio Vidal

A Redação
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code