NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

Entretenimento

Mundo LGBTI

.

Divertidíssima

GALERIAS

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

SP: 'Caio em 3 Atos' em nova temporada

Em Neon: quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Reestreia dia 05 de setembro de 2019 “caio em três atos” no Alvenaria Espaço Cultural Colaborativo. A peça segue em cartaz até 10 de outubro, sempre as quintas-feiras, 21h.

O solo, com atuação e direção de Rodolfo Lima, que trabalha desde 2002 com os textos do gaúcho Caio Fernando Abreu, propõe uma leitura dos escritos do autor a partir de três práticas literárias: o conto*, a correspondência** e a poesia***

Em caio em três atos as três práticas literárias se transformam nas cenas “Sem Ana”, “Hildinha” e “Cantigas para ninas insones” que serão apresentadas juntas. Os textos escolhidos versam nos três momentos sobre questões como o abandono, o deslocamento no mundo, a solidão, a falta de afeto, o amor e sua falta, bem como as conexões que se cria através dessas relações efêmeras. Com proposta crua e intimista o público será convidado a adentrar no universo literário do autor.

*(Sem Ana, Blues, presente no livro Os dragões não conhecem o paraíso)
**(as cartas de Caio para a escritora Hilda Hilst publicadas no livro Numa hora assim escura)
***(textos nunca publicados do autor, que veio à tona na edição Poesias nunca publicados de Caio Fernando Abreu).

Sobre Rodolfo Lima
Ator, diretor de teatro e jornalista é Mestre em Divulgação Cientifica e Cultural pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pesquisa atualmente a relação entre teatro e gays para sua tese de doutorado. Como ator e diretor de teatro trabalha com a literatura nacional e suas possibilidades em cena, e tem no seu currículo peças adaptadas da obra de Caio Fernando Abreu, Marcelino Freire, Fabrício Carpinejar e Eliane Brum. Em janeiro de 2015 realizou o evento Em Busca de Um Teatro Gay com ciclo de debates, apresentações teatrais e exposição que mapeiam a produção gay da cidade de São Paulo na primeira década do século XXI. Seus trabalhos foram apresentados em diversos locais na capital e cidades do estado de São Paulo, além de Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, Goiás e Minas Gerais. Mantém os blogs www.ilusoesnasalaescura.wordpress.com e www.escritossobreaausencia.wordpress.com, o primeiro com suas resenhas críticas de teatro e cinema e o segundo sobre seu processo criativo e informações sobre seus trabalhos.

Serviço
caio em três atos
Até 10/10 quintas-feiras, às 21h
Texto – Caio Fernando Abreu. Direção e atuação – Rodolfo Lima.
Classificação indicativa: Livre. Duração: 80 minutos.
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia- entrada)
Alvenaria Espaço Cultural Colaborativo
Rua Turiassú 799 – Perdizes. Telefone – (11) 3871-4981 (fixo e whatsapp)
Capacidade – 30 lugares
www.alvenaria.art.br

Espetáculo ‘Noite do Antílope Dourado’ em cartaz no Teatro Candido Mendes

Fotos: Luíz Teixeira Mendes
Esta é a primeira remontagem deste clássico de 1976 do autor Fernando Melo, na época dirigida por Osvaldo Loureiro e no elenco os atores Nestor de Montemar, Mário Cardoso e André Valli.

Embora escrita e encenada na década de 70, os assuntos abordados no texto permanecem atuais: as perturbações mentais, a homofobia, o poder doentio e desmedido. A trama se desenrola na cela de um Manicômio Judiciário, mas poderia passar em qualquer lugar onde a imposição de ideias se faz presente. Nesse Manicômio se encontra Jorge, um assassino cruel, homofóbico, emocionalmente desequilibrado, e para lá é levada Vera, um velho travesti suicida, que vive à margem de uma sociedade hipócrita e preconceituosa. Dois universos diferentes, que se atraem e se repelem mutuamente. Duas partículas de camadas sociais minoritárias e marginalizadas.

Controlando esta cela, está um enfermeiro, que para este pequeno universo  representa  o poder   maior.  Abusivo e repressor, do alto de sua posição, este enfermeiro arma um jogo entre Jorge e Vera, com a finalidade de atingir os seus próprios objetivos, que é destruí-lós. Partes fracas que estão diante de uma força maior presente, estas minorias (assassino e travesti) se tornam peças fundamentais para saciar a diversão sádica do Enfermeiro. Porém, essa cela não pode comportar três mentes tão perturbadas (Jorge, Vera e enfermeiro) e o final desse jogo é previsível. Uma dessas peças é eliminada. Qual? Assistam até o final!

Segundo o ator e produtor Fernando Giuti “Remontar esse espetáculo quatro décadas após sua estreia original é trazer à cena um tema questionador, polêmico e pulsante”.

O Autor
Fernando Melo (1954/1997)  é  um   premiado   dramaturgo brasileiro,   nascido   em   Pernambuco,   autor   de   vários sucessos   do   teatro   nacional:   “Greta   Garbo,   Quem   Diria, Acabou No Irajá”, “O Trágico Fim De Maria Goiabada”, “Se Eu Não Me Chamasse Raimundo”, etc.  Seus  temas   mais   frequentes   envolvem  personagens amargos, perturbados, marginalizados que sobrevivem no submundo, do qual o autor tem um conhecimento profundo.

Equipe Técnica
Autor: Fernando Melo
Direção: Sérgio Nostra e Claudinha Vieira
Elenco: Matheus Freire, Fernando Giuti e André Américo
Cenário e figurinos: Augusto pessoa
Iluminação: Sérgio Nostra
Trilha sonora: Thiago Lopes
Fotografia: Luíz Teixeira Mendes

Serviço
Teatro Candido Mendes
Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema - Tel: 2523-3663.
Capacidade: 103 lugares. 1 lugar para cadeirante
Horários: 4ªs e 5ªs às 20hs
Classificação: 16 anos
Ingressos: R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia)
Temporada: 18 de setembro a 31 de outubro 2019

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Última semana de pré-venda do livro 'Cyndi – Minha História'

Em Neon: sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Em pré-venda até 16/09, o envio dos livros acontecerá após essa data com direito a mimos exclusivos. O kit de pré-venda contém: livro, pôster, marcador de páginas, botton e popsocket.

"Claro, vou fazer um hino! Talvez seja algo que nos aproxime e nos acorde".

Após sair de casa aos 17 anos, Cyndi Lauper correu de emprego em emprego enquanto batalhava para tentar viver do que amava, a música. A garota que cresceu no Queens, em Nova York, começou a cantar em pequenos shows até ganhar um Grammy com seu álbum de estreia, She’s So Unusual, como artista revelação. Quando percebeu que a fama não era exatamente como imaginava, seguiu focada em seus ideais: fazer música de maneira honesta, batalhar pelos direitos das mulheres e da comunidade LGBT e lutar contra a Aids. Com o humor e o carisma que lhe são característicos, Cyndi conta nesta autobiografia a jornada que a levou a se tornar uma estrela internacional.

Pré-venda: CLIQUE AQUI

Detalhes
isbn:
9788581744988
Idioma:
PORTUGUÊS
Paginas:
352
Encadernação:
BROCHURA

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Abertas as inscrições para o III Morce-GO Vermelho - Goiás Horror Film Festival

Em Neon: quinta-feira, 12 de setembro de 2019

As inscrições para o Morce-GO Vermelho - Goiás Horror Film Festival podem ser realizadas até dia 20 de setembro. Esse ano o festival vai acontecer no Multicine Cinemas do Shopping Cidade Jardim de Goiânia-GO, do dia 31 de outubro até o dia 03 de novembro - em pleno Halloween. Para participar, o interessado deve preencher o formulário na página do festival através do endereço: www.morcegovermelhofesti­val.com.br

São aceitos filmes curtas com duração de até 25 minutos e longas nas categorias de ficção, experimental e animação. Todas as produções devem contemplar o gênero terror e ter sido produzidas a partir de 2017. Os filmes devem estar em formato digital e não podem estar disponíveis em plataformas on-line.

Os melhores filmes serão premiados com o troféu Mor­ce-GO Vermelho, irão participar de mostras itinerantes e obter prêmios diversos de incentivo para novas produções audiovisuais. Além da exibição dos filmes, a programação conta com o tradicional concurso de cosplay de terror.

Segundo a organização a expectativa é que o público amante do gênero possa assistir o que há de mais criativo nas produções mundiais. A edição de 2018 contou com mais de 600 inscrições e foram exibidos mais de 50 filmes nacionais e internacionais.

Serviço
III Morce-GO Vermelho - Goiás Horror Film Festival 
Inscrições: www.morcegovermelhofestival.com.br  
Informações: contato@morcegovermelhofestival.com.br


sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Rafael Infante fala sobre par romântico com Diego Montez

Em Neon: sexta-feira, 6 de setembro de 2019

No ar em sua primeira novela, o ator Rafael Infante viu o seu personagem, o galã Pablo Sanches, trazer à tona um tema bem delicado: atores que não assumem a sexualidade para não perderem trabalhos na televisão.

- Infelizmente, a nossa sociedade ainda é muito machista. Muitos atores que são gays não expõem sua sexualidade pelo fato de perderem trabalhos, não somente na TV, mas fora dela também. Acredito que seja uma discussão válida e necessária sempre – diz Infante.

Na história da novela “Bom Sucesso”, após o livro da amiga e “namorada”, Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães), ser lançado, Sanches teve sua sexualidade exposta para toda a mídia, criando um verdadeiro “auê” em sua vida. Ao mesmo tempo, foi mostrado que ele e Willian (Diego Montez) têm uma relação.  No mesmo capítulo, o público pode assistir ao primeiro beijo do casal.

- A cena foi muito legal de fazer e o Diego é um super parceiro. E é muito natural que um beijo aconteça, afinal, eles são um casal. Carinho e amor são sempre bem-vindos, ainda mais em um momento de tanta raiva efervescente nas ruas  – ressalta.

O ator ainda não sabe mais detalhes, mas acredita que a história de amor entre Pablo e William vai ser tratada de forma leve e natural, como deve ser.

- É um casal como qualquer outro e é muito bom que seja levado dessa forma, pois isso é muito normal e não deveria ser tratado de forma diferente. Amor é amor e ponto, um ato de carinho e afeto é muito lindo de se ver em qualquer lugar e horário – finaliza Rafael.

Ana Beatriz Nogueira estrela monólogo baseado em conto de Clarice Lispector

A atriz Ana Beatriz Nogueira comemora 35 anos de carreira com o monólogo “Um Dia a Menos”, que estreia no dia 7 de setembro, no Teatro Petra Gold, no Leblon. Baseado no conto de Clarice Lispector, o espetáculo inaugura nova faixa de horários do teatro, o “Chá das Cinco”, às 17h, aos sábados e domingos.

Adaptado e dirigido por Leonardo Netto, o texto acompanha um dia na vida de Margarida, uma mulher solteira e sem filhos que vive na casa herdada da mãe. Quando sua criada precisa se ausentar por um mês, para cuidar do filho, ela enfrenta a tarefa árdua de lidar com a solidão, enquanto realiza reflexões existenciais sobre o sentido da  essência humana. 

“Clarice Lispector é sempre sinal de qualidade, de beleza, de uma sensibilidade aberta para olhar o mundo de uma maneira especial. E o fazer teatro se autoexplica: cria e leva beleza, conhecimento, perspectiva de vida, alegria, reflexões. Enfim, leva uma riqueza imensa pra todos que o assistem”, destaca Ana Beatriz.

Às vezes engraçada, às vezes patética, Margarida espera ansiosamente por qualquer ligação em que alguém a convide para sair. No entanto, o telefone só toca por engano. Sem muitos elementos cênicos, o monólogo se aproveita da simplicidade para alcançar a comunicação completa entre Ana Beatriz Nogueira e o público.

“’Um Dia a Menos’, além de um espetáculo - ouso dizer - complexo na sua simplicidade, é também uma reafirmação da crença no poder de comunicação do teatro que, se resiste há cinco mil anos e sobrevive a todas as crises, porque pode abrir mão de tudo, menos do humano”, explica o diretor Leonardo Netto.

Sinopse resumida
Um dos últimos contos de Clarice Lispector, o monólogo “Um dia a Menos” traz as reflexões existenciais de Margarida (Ana Beatriz Nogueira), uma mulher sem filhos e marido que precisa lidar com a solidão.

Sobre o Teatro Petra Gold
Com objetivo de democratizar a cultura, o Grupo Petra Gold Serviços Financeiros, representado pelo CEO Eduardo Wanderley, acreditou no modelo de ocupação teatral do ator e produtor André Junqueira, que alia a iniciativa privada a produtores, atores e meios de comunicação, para que juntos possam contribuir com o custeio operacional de um teatro e assim baratear o valor final de execução de programas culturais no Rio.

Foto: Luiza Dantas
Serviço
“Um Dia a Menos”, de Clarice Lispector
Local: Teatro Petra Gold
Endereço: Rua Conde de Bernadotte, 26 -  Sala Marília Pera – Leblon / RJ
Telefone: (21) 2529-7700
Temporada: 7 de setembro a 13 de outubro
Horários: sábado e domingo, às 17h
Ingressos: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira)
Classificação: 12 anos

Ficha técnica
Elenco: Ana Beatriz Nogueira
Adaptação e direção: Leonardo Netto
Duração: 50 minutos
Gênero: Drama
Figurino: Kika Lopes
Ambientação: Leonardo Netto e Ana Beatriz Nogueira
Produção: Ana Beatriz Nogueira
Desenho de luz: Aurélio De Simoni

terça-feira, 3 de setembro de 2019

BA: Quarta edição do ‘Miss e Mister Guetto’ será realizada em setembro

Em Neon: terça-feira, 3 de setembro de 2019

A quarta edição do concurso “Miss e Mister Guetto” será realizada no dia 21 de setembro, às 19h, no Hotel Sol Barra, em Salvador.

O evento contará com apresentação da cantora Wil Carvalho e performance de bailarinos do bloco Muzenza. O desfile de abertura ficará por conta do estilista baiano Jorge Andrade.

Bagagerie Spilberg será por mais uma vez a apresentadora da noite, em que 24 modelos irão concorrer à faixa do título de “Miss e Mister Guetto”, além de premiação para os três primeiros selecionados em cada categoria do concurso idealizado pelo produtor e empresário Jomar Sousa, da Xtreme Model.

Natally Sousa, moradora de Valença, e Jeferson Lima, morador do bairro Alto da Terezinha, entregarão a faixa e a missão aos novos escolhidos.

Os ingressos serão vendidos na modalidade “pague quanto puder” e poderão ser retirados 30 minutos antes do evento.

Maiores informações podem ser obtidas por meio do telefone (71) 99206-2171.

Serviço
4ª edição do ‘Miss e Mister Guetto’
Data: 21 de setembro (sábado)
Horário: 19h
Local: Hotel Sol Barra
Ingressos: Contribuição voluntária
Maiores informações: (71) 99206-2171
Espaço sujeito à lotação
(Fotos: Divulgação)

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Maluma e Ricky Martin se unem para lançamento do videoclipe 'No Se Me Quita'

Em Neon: segunda-feira, 2 de setembro de 2019

O rei do reggaeton colombiano Maluma nos conquistou oficialmente quando se uniu a Madonna para um total de três músicas este ano, incluindo o brilhante Medellin, e agora ele está de volta com outra colaboração emocionante para finalizar o verão americano.

No Se Me Quita, tirado do último álbum de estúdio do cantor 11:11, apresenta nada menos que o ícone gay porto-riquenho Ricky Martin.

O videoclipe recém-lançado vê as duas estrelas servirem à realidade do Baywatch enquanto se divertem na praia. Não é a primeira vez que eles se unem, já que colaboraram anteriormente no "Vente Pa 'Ca", um dos maiores sucessos em espanhol de 2016.

Assista ao vídeo de No Se Me Quita abaixo:

A nova série Dark Crystal da Netflix apresenta pais gays e um casal de lésbicas

Por Daniel Megarry para a GayTimes

A Netflix tem outro sucesso inclusivo LGBTQ em suas mãos. Quase quatro décadas após o lançamento do Dark Crystal, o clássico filme cult de Jim Henson recebeu uma série de pré-séries chamada Age Of Resistance no serviço de streaming Netflix, e os fãs estão comemorando a inclusão de personagens queer.

A série segue um grupo de Gelflings enquanto lutam para salvar seu planeta natal Thra de senhores famintos por poder, e apresenta um elenco de vozes estelares, incluindo Taron Egerton, Nathalie Emmanuel, Eddie Izzard, Awkwafina e Helena Bonham Carter.


Uma das principais personagens de Gelfling, Deet, vive com dois homens adultos e mais tarde confirma que ela tem "dois pais e um irmão mais novo" ao falar sobre sua família.

O momento emocionante também foi confirmado pela conta oficial do Twitter do The Dark Crystal.

Os fãs também comemoraram que existe (de acordo com EW e BuzzFeed ) uma relação lésbica entre duas Gelflings - Onica, dublada pela estrela de Game Of Thrones, Natalie Dormer, e Tavra, dublada pela atriz de Outlander Caitriona Balfe.

SP: As Filhas de Bernarda no Teatro Sérgio Cardoso

As Filhas de Bernarda é um trabalho inspirado na última obra de Federico Garcia Lorca A Casa de Bernarda Alba. Deste dramático universo feminino nasce um espetáculo sensual pungente, provocador. Clarisse Abujamra Produções Artísticas, em parceria com o Estúdio Flamenco Ale Kalaf,  apresenta As Filhas de Bernarda, um trabalho em construção.

Como na obra original o espetáculo começa e termina com a morte. As cinco filhas enterram seu pai. Vivem a clausura dos oito anos de luto e buscam desesperadamente a liberdade.

O espetáculo, em processo de criação, concebido para atrizes/bailarinas flamencas,  se desenrola ao som do inebriante taconeado numa linguagem forte, provocando o público a repensar a inquestionável e imprescindível liberdade. Adela, a irmã mais nova, a encontra na morte.

A belíssima trilha sonora foi composta por Allan Harbas, que assina a trilha e toca Guitarra Flamenca, e conta com Lucas Ruedas no Cajon e André Abujamra no Cello e edição.  Ivan Abujamra assina a iluminação deste espetáculo de dança com fortíssimo cunho teatral interpretado pelas bailarinas Ale Kalaf, Carol Corrêa, Fernanda Viana, Nina Molinero e Ximena Espejo.

Fragmentos do texto de Lorca serão ouvidos voz em off da atriz e diretora Clarisse Abujamra, como Bernarda Alba, além de Tuna Dwek como Martírio, Paula Cohen como Angustias, Dani Galli como Adela, Irene Atienza como Magdalena e Nina Molinero como Amelia.

Clarisse Abujamra, em seus 51 anos de palco, ocupou com destaque o mundo da dança tendo trabalhado para as mais importantes cias de dança do país como bailarina professora e coreografa. Como atriz trabalhou com os nomes mais importantes do teatro brasileiro como Antunes Filho e Antonio Abujamra. Na TV, presente em novelas e mini series de sucesso como JK, A Presença de Anita, Chiquinha Gonzaga. No cinema participou de vários filmes entre eles, Como nossos Pais de Lais Bodansky e A Coleção Invisível de Bernar Attal e por estes trabalhos foi homenageada com o Kikito de melhor atriz coadjuvante além de inúmeros prêmios Nacionais e Internacionais. Dirigiu shows musicais, peças de autores nacionais e internacionais e atualmente assina a direção de Luceros Dança Ferragutti. Como produtora seu último trabalho no teatro foi Cenas de Uma Execução de Howard Baker.

Ficha Técnica
Texto Federico Garcia Lorca
Concepção e direção Clarisse Abujamra
Elenco Ale Kalaf, Carol Corrêa, Fernanda Viana, Nina Molinero e Ximena Espejo
Trilha composta Allan Harbas
Concepção coreográfica de Clarisse Abujamra, criada e assinada por todo o elenco
Assistente de direção e coreografia Suzana Mafra
Iluminação e Fotos Ivan Abujamra
Assessoria de imprensa Morente Forte
Administração Yara Leite e Adriana Amorim
Produção Clarisse Abujamra Produções Artísticas e Estúdio Flamenco Ale Kalaf

Serviço
AS FILHAS DE BERNARDA
Teatro Sergio Cardoso
Sala Paschoal Carlos Magno (144 lugares)
Rua Rui Barbosa, 153. Bela Vista
Bilheteria: 3288.0136
De terça a sábado, das 14h às 19h, para vendas antecipadas. Vendas para o espetáculo do dia, das 14h até o início do espetáculo. Aceita todos os cartões. 
Vendas:  www.ingressorapido.com.br e 4003.1212
Quartas e quintas às 19h
Ingressos: R$ 60
Duração: 50 minutos
Recomendação: livre
Gênero: dança/teatro
Temporada: até 26 de Setembro
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code