NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

Entretenimento

Mundo LGBTI

.

Divertidíssima

GALERIAS

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Novo musical do Theatro Net Rio vai estrear neste feriado

Em Neon: quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Depois do sucesso arrebatador de ‘60! Década de Arromba - Doc.Musical’, que apresentou Wanderléa à frente do elenco e foi assistido por mais de 100 mil espectadores em todo Brasil, estreia no dia 15, no Theatro Net Rio, o aguardado espetáculo ‘70? Década do Divino Maravilhoso - Doc.Musical, mais uma produção que faz parte da tetralogia do idealizador, produtor e diretor geral Frederico Reder e do roteirista, dramaturgo e pesquisador Marcos Nauer.

Desta vez, a dupla leva para o palco momentos marcantes dos anos 1970 em diversas esferas: acontecimentos da política, moda, comportamento, esportes e artes em geral são embalados por mais de 250 sucessos das músicas brasileira e internacional, divididos em duas partes, como num disco de vinil, em lado A (1970-1976) e lado B (1977-1979).

De forma cronológica, depoimentos, fotografias e vídeos vão desfilar no grande telão que tomará conta do centro do palco nesta superprodução, apresentada pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, que conta com 24 jovens talentos, uma orquestra de dez músicos, 20 cenários, 300 figurinos, toneladas de luz e som, e mais de 100 profissionais dedicados a criar o espetáculo.

As Frenéticas Dhu Moraes, Leiloca Neves e Sandra Pêra são as três cerejas do musical, no bloco dedicado à febre das discotecas, fenômeno que estourou nas pistas de todo o mundo há exatos 40 anos, inclusive no Brasil, por meio da novela ‘Dancin’ Days’, de Gilberto Braga. “Símbolos de uma época”, como define Nelson Motta, as Frenéticas, que foram descobertas pelo jornalista e produtor musical em 1976, estouraram em todo o Brasil com a música “Perigosa”, de autoria dele em parceria com Rita Lee e Roberto de Carvalho.

O grupo de seis amigas (Leiloca, Sandra Pêra, Lidoca, Edyr, Dhu Moraes e Regina Chaves), que se reuniram na boate Frenetic Dancing Days, como garçonetes, logo largaram as bandejas e se transformaram em um dos maiores fenômenos da música brasileira. Estamparam a capa das principais revistas, lançaram clássicos instantâneos como o tema da novela homônima e ditaram moda.

Elas abriram as asas, soltaram as feras e transgrediram em um Brasil onde se confrontavam censura, liberdade de expressão, feminismo e empoderamento. Esses temas continuam atuais e são abordados na montagem, que segue o bem-sucedido gênero criado por Reder e Nauer em ‘60! Década de Arromba’, o Doc.Musical.

“Reunimos teatro, documentário e música. Este formato me permitiu unir tudo isso e ainda propor um novo olhar para a forma de se fazer um espetáculo musical”, vibra o diretor. “O doc.musical não apresenta a biografia de nenhum artista, porque o olhar está no coletivo, no grupo, numa época, portanto, é de fato, a música a grande protagonista”, explica Nauer.

O título do musical traz uma interrogação porque propõe questionamentos sobre as dualidades do período. “Uma década de incertezas”, como conceitua Cid Moreira em uma das retrospectivas apresentadas em projeção dentro do espetáculo.

Em toda a América Latina, a ditadura apertava o cerco, a censura era cada vez mais intensa, a liberdade, cerceada. E a arte surgiu exatamente como uma possibilidade de redenção. “Os anos 70 mostraram vários caminhos possíveis por meio da arte, da música e da dança. E em todos eles era preciso ser forte para sonhar com um mundo novo e melhor”, pondera Nauer. “Foram anos de muita luta e força. Há canções que captam essa aura, mas há também muitas outras de muita beleza e aquela explosão de alegria com o surgimento da disco music”, acrescenta Reder.

Na grande timeline do musical, outros movimentos, como o tropicalismo, o glam rock, o punk e o reggae serão revisitados com suas mais emblemáticas canções. De Novos Baianos (“A Menina Dança”) a David Bowie (“Starman”), Raul Seixas (“Há Dez Mil Anos Atrás”) a Led Zeppelin (“Stairway to Heaven”), Mutantes (“Top Top”) a Queen (“Bohemian Rapsody”), Caetano Veloso (“Sampa”) a Donna Summer (“Last Dance”), e Bob Marley (“No Woman, No Cry”) a Sex Pistols (“Anarchy in the UK”), os números não vão apresentar atores personificando os ícones da época. Os sentimentos que essas músicas emanam é que vão ditar as ações e coreografias assinadas por Victor Maia, que também cuida da direção de movimento.

“70? Década do Divino Maravilhoso - Doc.Musical”, que chega agora ao palco do Theatro Net Rio, não se furta de narrar esses momentos polêmicos, mas é, sobretudo, uma ode à superação, à beleza, à alegria, à capacidade criativa de um povo que jamais se deixa abater. “É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte”, como diz a emblemática canção-título de Caetano e Gil. Podemos e merecemos ser felizes.

Além de Frederico Reder e Marcos Nauer, o espetáculo ainda traz outros nomes de peso, como o do figurinista Bruno Perlatto, o iluminador Césio Lima, o diretor musical Jules Vandystadt, a cenógrafa Natália Lana e diretora de produção Maria Siman. Uma ficha técnica que promete mais décadas brilhantes, rumo aos 80, 90 e quem sabe muito mais.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Mostra Cores da Diversidade – Teatro Para Todos

Em Neon: sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Apresenta quatro textos que abordam a pluralidade, a variedade e a diferença.

Quatros espetáculos onde as personagens se revelam na perspectiva de despertar um olhar apurado e sensível na plateia, sobre a diversidade em todas as suas cores e tons.

DIÁRIO DE BORDO apresenta Isadora Ribeiro em sua melhor fase. São 3 esquetes sensíveis e inteligentes, que cruzam as histórias de três viajantes: um homem, uma mulher e uma idosa – todos vividos pela atriz – em viagens por lugares tão diferentes quanto a Irlanda, Marrocos e Nova Iorque. 1ª esquete: Última Parada Dublin; 2ª esquete: Nova Iorque 1963; 3ª esquete: Medinas. Através desses três tipos tão especiais, suas descobertas, experiências e reflexões, que somos levados a refletir também sobre nossas próprias existências.

EM NOME DO FILHO  é uma peça que retrata o cotidiano de uma sauna gay decadente. É uma comédia de erros, encontros e desencontros, onde Liuba, o dono da sauna, reencontra seu filho depois de anos, como garoto de programa. O espetáculo também apresenta performances musicais, cômicas e sensuais. A montagem lembra, em seus melhores momentos, o universo do cineasta Pedro Almodóvar. A peça fala sobre a diversidade sexual colocando uma luz sobre esse tema tão importante. Tudo de forma divertida e leve. Claro que sem deixar de tocar em pontos importantes desta questão. É fundamental assistir espetáculos dos mais diferentes temas. “EM NOME DO FILHO”, sem dúvida, é um deles.

DEI A ELZA EM VOCÊ – UM TRIBUTO A LAURA DE VISON é uma comédia musical, um vaudeville moderno, com entradas e saídas, intrigas, surpresas, trapaças. Três drags queens, amigas de longos tempos, proprietárias do decadente Sobradinhos Bar, resolvem remontar um show do passado para sanar suas pendências financeiras e se aliam a três jovens rapazes em busca de um grande sucesso! A partir daí, uma trama rocambolesca se desenrola culminando em um final surpreendente!

Trata-se de um espetáculo para todo o tipo de público. Engraçado, ágil e divertido, prende a atenção em um jogo quase impossível de se prever o desfecho.

LUZ VERMELHA é uma tragédia urbana ambientada no submundo da Lapa onde personagens sem esperança se enfrentam em uma disputa de poder. Nesse ambiente asfixiante, um ex-policial, uma jovem travesti ambiciosa e sem limites e um homossexual vingativo e de caráter duvidoso formam a tríade da trama numa disputa onde não existem vencedores. A peça é composta por oito atores. Remetendo ao universo de Plínio Marcos, Luz Vermelha conduz o espectador a um profundo mergulho num mundo instigante e contemporâneo. A trama, provocante e desconcertante, mostra conflitos e paixões, criando um microuniverso único e misterioso, onde tempo e espaço se fundem e são desconstruídos para serem formatados em um outro paradigma, do mesmo modo, surpreendente.

Os espetáculos têm a direção de MARCO MIRANDA

Ator e diretor teatral formado pela Escola de Teatro Martins Pena do Rio de Janeiro e Professor de Artes Cênicas, graduado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, com Pós-Graduação pela Universidade Carioca – UNICARIOCA.

Atuou em peças de teatro, novelas de televisão e filmes, de diferentes autores, em inúmeros períodos e com os mais variados diretores. É autor de textos, peças de teatro, livros, crônicas, contos e artigos sobre assuntos diversos, publicados em diferentes periódicos.

Serviço
Novembro
*Em nome do filho*
Dia 11  às 18:30 

*Dei a Elza em Você.*
Dias 15,16 às 19:30
Dia 17 as 19h

*Em nome do filho*
Dia 18 às 18:30 

*Luz Vermelha*
Dias 22, 23 as 19:30 
Dia 24 às 19:00 

*Em nome do filho*
Dia 25 às 18:30 

*Dei a Elza em Você*
Dias 29, 30 as 19:30

Dezembro
 *Dei a Elza em Você*
 Dia 01, as 19:00 

*Em nome do filho*
Dia 02 às 18:30 

*Diário de Bordo*
Dias 06, 07 às 18:30
Dias 08 às 20:30

Teatro Princesa Isabel
End: Av Princesa Isabel 186
Te:l 2275 3346
Ingresso: Inteira R$ 40,00 /  Meia R$ 20,00
*Quintas-feiras especiais com preço único de R$10,00
Classificação: 16 anos

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

26° Festival Mix Brasil traz 110 Filmes| Teatro| Musica| Entrada Gratuita

Em Neon: quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Abertura com show de Johnny Hooker e filme "Bixa Travesty" com Linn da Quebrada

Diretores e atores consagrados em filmes premiados – exibidos nos festivais de Berlim,  Toronto, Sundance, Cannes e  Locarno


Atrações que envolvem teatro, música, literatura, dança, laboratório audiovisual, conferência e Games

15 a 25 de novembro em SP | Entrada gratuita

De 15 a 25 de novembro, São Paulo recebe o 26° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior evento cultural dedicado à diversidade da América Latina e um dos maiores do mundo.  Neste ano, o Festival exibe mais de 110 filmes nacionais e internacionais de diversos países, 44% dirigido por mulheres. Além de trazer atrações que envolvem teatro, música, literatura, laboratório audiovisual, conferência e o BIG MIX Jam 4Diversity - 1º Game Jam da Diversidade.

Johnny Hooker
Com entrada gratuita em toda a sua programação, o Festival abrirá para o público no dia 15 de novembro com show do cantor Johnny Hooker na plateia externa do Auditório Ibirapuera.  "Bixa Travesty", estrelado por Linn da Quebrada e dirigido por Kiko Goifman e Claudia Priscilla, vencedor do Teddy Award de Melhor Documentário no Festival de Berlim e de Melhor Longa do Júri Popular e Trilha Sonora no Festival de Brasília, completa a programação de abertura, em sessão para convidados no Auditório Ibirapuera.

"Skate Kitchen", de Crystal Moselle
O 26° Mix Brasil exibirá longas de diretores e atores consagrados que fizeram parte da Seleção Oficial dos Festivais de Berlim, Toronto, Sundance, Cannes e Locarno. Inéditos em São Paulo, os destaques são "A Pé Ele Não Vai Longe", o novo filme de Gus Van Sant, com Joaquin Phoenix, Rooney Mara e Jack Black, "Colette" de Wash Westmoreland, protagonizado por Keira Knightley,  "Um Garoto como Jake" de Silas Howard no lenco Claire Danes, Jim Parsons e Octavia Spencer,  "Conquistar, Amar e Viver Intensamente", de Christophe Honoré, "Skate Kitchen", de Crystal Moselle.

 "O Príncipe Feliz" de Rupert Everett
A lista conta ainda com diversos filmes premiados e aguardados que farão première no Brasil. São eles "Meus Dias de Compaixão" de Tali Shalom Ezer, com Kate Mara e Ellen Page, "O Príncipe Feliz" de Rupert Everett, com Colin Firth e Emily Watson, Nós, os Animais", de Jeremiah Zagar, prêmio NEXT em Sundance, "Loucas Noites com Emily",  de Madeleine Olnek, com Molly Shannon e  Susan Ziegler, Seleção oficial no SXSW, Outfest e Frameline, "Mapplethorpe" de Ondi Timoner com Matt Smith, e Marianne Rendón, (Seleção oficial no Tribeca), "Eva+Candel" de Ruth Caudeli com a atriz Silvia Varon, ambas estarão na sessão.

"Dykes, Camera, Action!"
O Festival revisita as obras de importantes realizadoras do cinema mundial com a Retrospectiva "Pioneirismo Lésbico na Direção", exibindo filmes de Monika Treut, Barbara Hammer, Pratibha Parmar e Adélia Sampaio. A lista conta com filmes como "Evidentiary Bodies", "Nitrate Kisses", "Amor Maldito", "Female Misbehavior" e "A Place of Rage".

 "Tucked"
"Ela é Ganda", de PJ Raval, que levou o prêmio do público de Melhor Documentário no Inside Out Toronto e do júri no Outfest,  "Marilyn", de Martín Rodríguez Redondo,  melhor filme no Queer Lisboa, "As Filhas do Fogo", de Albertina Carri, vencedor do melhor filme no BAFICI, "Obscuro Barroco",  de Evangelia Kranioti,  Teddy Award Especial do Júri na Berlinale,  "Tucked", de Jamie Patterson, prêmio do Público de Melhor Ficção  no Outfest, integram a programação.

"O Sussurro do Jaguar"
Brasileiros
 O Festival Mix Brasil apresenta a maior seleção de longas-metragens nacionais de sua história. No total são 20 trabalhos brasileiros, incluídos na Mostra Competitiva e Panorama Brasil. Os selecionados que concorrerão  ao Coelho de Ouro são: "45 Dias Sem Você", de  Rafael Gomes, "Bixa Travesty", de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, "Ilha", de Ary Rosa e Glenda Nicácio, "Inferninho" de Guto Parente e Pedro Diógenes, "Lembro Mais dos Corvos", de Gustavo Vinagre, "O Segredo de Davi", de  Diego Freitas, "O Sussurro do Jaguar",  de Simon(é) Jaikiriuma Paetau e Thais Guisasola, "Sócrates", de Alex Moratto, "Sol Alegria", de Tavinho Teixeira, e "Tinta Bruta", de  Filipe Matzembacher e Marcio Reolon.       

"Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto"
Já na mostra Panorama Brasil estão "Abrindo o Armário", de Dario Menezes e Luis Abramo,  "Alfredo Não Gosta de Despedidas", de André Medeiros Martins, "Construindo Pontes", de Heloisa Passos, "Copa 181", de Dannon Lacerda, "Fabiana", de Brunna Laboissière, "O Que Resta", de Fernanda Teixeira, "Paraíso Perdido", de Monique Gardenberg, "Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto", de Pedro Gui, "SuperPina: Gostoso é Quando a Gente Faz!", de Jean Santos, "Ursinho" de Stéphane Olijnyk.

"Algum Romance Transitório", dentro do Programa Boy Fugaz
Como é tradição os curtas-metragens também são destaque no Festival. Este ano serão exibidos 39 trabalhos brasileiros, sendo 16 curtas em competição. Os programas de curtas trarão os temas "Afetos Familiares", "Boy Fugaz", "Eternamente Soul", "Fetiche: Free Your Mind", "Meninas Mistério", "Resistir para Existir", "Sampa", "Território/Territórios", além da tradicional sessão "Crescendo com a Diversidade", voltada para o público infantil.

Diretor e curador chileno Sebastián Silva
A 3ª edição do MixLab Spcine contempla mesas que discutirão temas como panorama da cinematografia latino americana, olhar do fotográfico, plataformas Spcine Play, reflexões acerca das novas performatividades, aula sobre direção de elenco e produção cinematográfica em São Paulo, e conta com convidados como as colombianas, diretora Ruth Caudeli e a atriz Silvia Váron, o diretor e curador chileno Sebastián Silva, a diretora, atriz e produtora Helena Ignez, as atrizes Gilda Nomacce e Ana Flávia Cavalcanti, o diretor e roteirista Marcelo Caetano, entre outros.

"A Ira de Narciso", texto de Sergio Blanco e tradução de Celso Cury, direção de Yara de Novais
Outras Tribos
Diversas atrações que envolvem teatro, música, literatura, dança LGBT e games estão na programação. O "Dramática em Cena" traz espetáculos consagradas como  "As 3 Uiaras de SP City", texto de Ave Terrena Alves e direção de Diego Moschkovich; "Demônios", direção de Marcelo D'avilla e Marcelo Denny e a "A Ira de Narciso", texto de Sergio Blanco e tradução de Celso Cury, direção de Yara de Novais.

Show do Gongo com Marisa Orth, o ponto alto do festival
No Mix Music, o projeto "Rainbow Cities" traz shows com Diego Moraes, Liniker e Mel, novos talentos Drag Queen, novas bandas e coreografias.  O tradicional Show do Gongo está confirmado para o dia 25/11 às 16h30 no Centro Cultural São Paulo. Os vídeos, submetidos ao público e ao júri convidado comandado por Marisa Orth, poderão ser inscritos no balcão de credenciamento durante o festival.

Filme: "O Segredo de Davi"
Já o Mix Literário apresenta 16 mesas com a participação de 63 nomes fundamentais do mercado editorial nacional, autores e editores que estão discutindo o lugar da comunidade LGBTI na produção literária. Entre os destaques o Encontro entre João Silvério Trevisan e Italo Moriconi relembrando vida e obra de Roberto Piva (Museu da Diversidade, 23/11 15h), os três TRANSaraus que reunirão poetas e artistas de slam LGB e principalmente T e 'Fascismo na Poética de Pasolini' (Sala de debate 24/11 14h) quando serão apresentadas representações do fascismo feitas pelo cineasta e escritor italiano e sua repercussão em tempos de extremismos.

"Copa181" traz Silvério Pereira e Simone Mazzer no elenco,e tem cenas gravadas no Buraco da Lacraia (Foto:Rogério Belório)
O público também poderá participar da Conferência Mix Brasil que colocará em pautas questões referentes a política, mercado, identidade, saúde e feminismo em 25 mesas, encontros, debates, cursos, oficinas e rodas de conversas. Com a curadoria de André Fischer, Gustavo Bonfiglioli e Ariel Nobre da Pajubá e outros grupos e coletivos, a conferência cobrirá temas como Gestão de Prazeres, LGBTI pós-eleições, Gordofobia, Espiritualidade Trans e Empreendedores LGBTI no Tanque dos Tubarões.

Shico Menegat é Pedro em "Tinta Bruta"
Em 2018, o festival  traz uma grande novidade para os fãs dos games: o BIG MIX Jam 4Diversity, primeira Game Jam sobre a diversidade de São Paulo.  Ele nasceu da união do BIG Festival,  Abragames, Festival Mix Brasil, Diversidade e o Game4Diversity da Holanda. O evento acontece na Escola Britânica de Artes Contemporâneas (EBAC), reunindo desenvolvedores de jogos e profissionais do audiovisual para criar jogos com o tema desta edição do Festival: #PensoLogoResisto. E tem mais, acontece ainda uma pequena mostra de Games sobre Diversidade, o BIG Diversity, no Centro Cultural São Paulo, CCSP, de 15 a 25 de Novembro, com 5 jogos do Brasil e do exterior.

Paraíso Perdido tem Erasmo Carlos e Seu Jorge no elenco (Foto: Fabio Braga/Dueto Produções)
Com direção de André Fischer, direção artística de João Federici e direção executiva de Josi Geller, o 26° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade acontece no CineSesc, Spcine Olido, Cinemateca Brasileira, Instituto Moreira Salles, Centro Cultural São Paulo e Auditório Ibirapuera. TUDO COM ENTRADA GRATUITA.

Cena de filme  que está na Mostra "Abrindo o Armário"
O evento, que é uma realização da Associação Cultural Mix Brasil, Ministério da Cultura e Governo do Estado de São Paulo, conta com a iniciativa da Lei de Incentivo à Cultura, o patrocínio do Itaú e da Sabesp, o copatrocínio da Spcine e Secretaria Municipal de Cultura, o apoio cultural do Sesc e Secretaria de Estado da Cultura, o apoio institucional do Itaú Cultural, Dot Cine,  CCSP (Centro Cultural São Paulo), Ctav e Mistika e promoção do Canal Brasil e Leitura Digital.

A programação completa do 26° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade estará disponível no site www.mixbrasil.org.br.

Siga o Festival nas redes sociais:
Facebook: /FestivalMixBrasil
Instagram: @FestivalMixBrasil
Twitter: @fmixbrasil

Serviço 
26° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade
São Paulo – 15 a 25 de novembro de 2018
ENTRADA GRATUITA EM TODOS OS EVENTOS E SALAS.
Locais: CineSesc, Spcine Olido, Cinemateca Brasileira, Instituto Moreira Salles, Centro Cultural São Paulo e Auditório Ibirapuera
Verifique com a bilheteria de cada espaço as regras de retirada de ingressos.

PROGRAMAÇÃO DE FILMES | CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

COMPETITIVA BRASIL - LONGAS-METRAGENS
45 Dias Sem Você – 12 anos
Bixa Travesty – 16 anos
Ilha – 16 anos
Inferninho – 14 anos
Lembro Mais dos Corvos – Livre
O Segredo de Davi – 16 anos
O Sussurro do Jaguar – 16 anos
Sócrates – 14 anos
Sol Alegria – 18 anos
Tinta Bruta – 18 anos

PANORAMA BRASIL
Abrindo o Armário – 12 anos
Alfredo Não Gosta de Despedidas – 18 anos
Construindo Pontes – 10 anos
Copa 181 – 16 anos
Fabiana – 12 anos
O Que Resta – 16 anos
Paraíso Perdido – 14 anos
Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto – 12 anos
SuperPina: Gostoso é Quando a Gente Faz! – 18 anos
Ursinho – 18 anos

FOCO • PIONEIRISMO LÉSBICO NA DIREÇÃO
Sapatão, Câmera, Ação! – 16 anos
Nitrate Kisses + Evidentiary Bodies – 18 anos
Amor Maldito – 16 anos
Female Misbehavior – 18 anos
A Place of Rage – 16 anos

PANORAMA INTERNACIONAL
A História de Kevyn Aucoin – 14 anos
A Pé Ele Não Vai Longe – 12 anos
A Seda e o Fogo – 16 anos
A Vaca Vermelha – 16 anos
As Filhas do Fogo – 18 anos
Colette – 14 anos
Conquistar, Amar e Viver Intensamente – 14 anos
Ela é Ganda – 16 anos
Eva + Candela  – 16 anos
Faca no Coração – 18 anos
Loucas Noites com Emily – 14 anos
Mapplethorpe – 18 anos
Marilyn – 18 anos
Mario – 16 anos
Meus Dias de Compaixão – 16 anos
Narcissister Organ Player – 18 anos
Nós, os Animais – 16 anos
O Príncipe Feliz  – 16 anos
Obscuro Barroco – 16 anos
Os Garotos Selvagens – 18 anos
Rituais Para Mudança: O Filme – 14 anos
Skate Kitchen – 16 anos
Terrence McNally: Uma Vida por Trás da Cena – 14 anos
Tucked – 16 anos
Um Garoto como Jake – Livre

PROGRAMAS DE CURTAS-METRAGENS
Competitiva Brasil 1 – 18 anos
Competitiva Brasil 2 – 14 anos
Competitiva Brasil 3 – 14 anos
Competitiva Brasil 4 – 14 anos
Afetos Familiares – 12 anos
Boy Fugaz – 18 anos
Eternamente Soul – 14 anos
Fetiche: Free Your Mind – 18 anos
Meninas Mistério – 14 anos
Resistir Para Existir – 12 anos
Sampa – 12 anos
Território / Territórios – 16 anos
Crescendo com a Diversidade – Livre

Evento Novembro Azul: 'Só Deles e Com Eles'

O  mês de novembro oficialmente é azul, dedicado aos homens. O evento "Só Deles e Com Eles", foi  criado para reunir os homens em um ambiente agradável  no qual eles tenham  vários assuntos a discutir: saúde, beleza, empreendedorismo, nutrição e acima de tudo, que eles estejam conscientizados a cuidar da saúde.

O evento vai acontecer na  Body Concept unidade  Tatuapé. É uma  rede  de  estética e bem-estar que possui um portfólio de tratamentos intensivos, completando as necessidades de qualquer cliente e  tem várias  unidades. https://www.facebook.com/bodyconcepttatuape/

Nesta  primeira  edição o evento  recebe o  Palestrante, Jornalista Pedro Pitanga que vai falar sobre “Comportamento do  Homem Moderno”. O Dr Fabio Griciunas, Biomédico especializado em Fisiologia Humana, vai falar sobre “ Intolerância  Alimentar “. Dr  Diego Alves Soares, Médico formado pela pontifica Universidade de Campinas, parte da graduação feita no Canadá na University Of The Fraser Valley, atualmente trabalha como médico da família na Prefeitura São Paulo, plantonista no pronto atendimento Nossa Senhora da Pompeia e Médico na JK Medicina Ocupacional na prevenção e tratamento de doenças ocupacionais, ele vai falar sobre "Prevenção e Saúde Masculina". A Terapeuta  Holística  Tanja Victoria Junis, formada  em  Terapia Tradicional Chinesa e Reiki Master vai falar sobre “Harmonia Emocional”.

O evento conta com o apoio de um grupo de palestrantes renomados que abraçam a causa, Marcelo de Elias, Palestrante internacional, premiado pela Associação Brasileira de Liderança, como o melhor palestrante sobre Mudanças e Gestão, e autor do audiolivro bestseller “Como ser um RH Estratégico”. Alexandre Correa, Palestrante e Diretor-Presidente da MIND COMUNICAÇÃO e MIND PESQUISAS. Pós graduado em Administração de Marketing, possui um Master em Comunicação Empresarial (MBC) e cursou a Escola Avançada de Pesquisa de Mercado na University of Georgia (Atlanta/EUA). É membro ativo da American Marketing Association. Artur Ximenes é um dos palestrantes Referência na capacitação de representantes comerciais e profissionais do varejo de todos os segmentos. Todos os seus conteúdos e temas de palestras são 100% personalizados e customizados, o  evento conta também com a parceria da  empresa Espaço Art & Chocolate doces finos.

Serviço 
Local:  Body Concept - Rua Itapura, 1590 - Tatuapé
Data: 10  de  novembro de 2018
Horário: Das  15h  às  18h30
Inscrições: CLIQUE AQUI 
Informações:assessoriafasyner@gmail.com
monteiro.assessoria@outlook.com
Evento  Gratuito

terça-feira, 6 de novembro de 2018

'Les Girls - Uma Diva Dentro de Você' estreia dia 24 de novembro em São Paulo

Em Neon: terça-feira, 6 de novembro de 2018

O musical, inspirado na lendária peça homônima, que tomou a Galeria Alaska, no Rio de Janeiro, nos anos 1970, ganha releitura com oito artistas transgêneros, que dão vida às suas divas e aos seus processos de autodescoberta em meio a um roteiro envolvente e divertido. No palco, as covers de Katy Perry, Cher, Adele, Marilyn Monroe, Mariah Carey, Madonna e Amy Winehouse se revezam para entreter o público em um show de 90 minutos.

O Show
O musical reúne artistas transgêneros a fim de permitir que eles sejam reconhecidos por meio de sua arte. O show será montado com duração de 90 minutos, dividido em parte musical - 16 canções selecionadas do repertório de grandes divas da cena internacional e nacional -, além de interação com o público. Nessa parte, os artistas vão narrar trechos de suas próprias biografias com tom de comédia - a ideia é transformar dramas pessoais em momentos divertidos e agradáveis.

As novas Les Girls
Aline Peralta – Aos 31 anos, a jornalista, apaixonada por moda e pelas baladas do cenário pop, transformou a sua paixão pela música em profissão. Cantora, aproveitou a semelhança com Katy Perry para se lançar como cover oficial.

Kassandra Taylor – Artista desde os 13 anos e com trabalhos ao lado de nomes como Rogéria, ela se tornou referência no segmento do ilusionismo e do transformismo. Atuou nos musicais “Gay Fantasy” e “Adorável Rogéria”, além de participações em vídeosclipes, novelas e shows de calouros. No Les Girls, ela encara personagens do quilate de Marilyn Monroe.

Mariana Munhoz – A estreia no showbiz aconteceu quando ela completou 18 anos. Dos karaokês diretamente para a calçada da fama, ela fez parte do Coral da USP, como soprano, e agora se encarrega da missão de dar vida a musa Mariah Carey.


Paula Sabbatini – Toda trabalhada no pink, Paulette, como ficou conhecida, é formada na USP, em Artes Cênicas, e na Unesp, em Artes Plásticas. Com carreira consolidada há três décadas, ela se inspirou no famoso musical “Les Girls” para trazer à luz os talentos da nova geração.

Dolly Piercing – Ela tem atitude, força e muito jogo de cintura. Aos 41 anos, formada em estilismo e modelagem pela Universidade Federal de Minas Gerais, ela se confirmou como uma das personalidades mais visionárias de Belo Horizonte. Cantora profissional, atriz e ativista, ela interpreta Madonna – com direito a performance no melhor estilo “rainha do pop”.

Athena Joy – Formada em teatro e com passagens pelas principais casas noturnas de São Paulo, ela mergulha na essência da cantora Amy Winehouse para compor a sua diva preferida. Geminiana, apaixonada por fitness e estudante universitária, Athena ainda dá pinta como top model.


Lana Miranda – Paulo Azevedo Junior é ator transformista desde de 1986, quando mostrou ao mundo a sua interpretação mais famosa: Carmen Miranda. Nessas mais de três décadas de atuação, ela já participou de desfiles, exposições e espetáculos em homenagem à Pequena Notável.

Leandra Gitana – Primeira artista trans a levar a arte da dança cigana para a cena clubber, ela comemora os 30 anos com muito estilo e presença de palco. Depois de reescrever a própria história – que tem rejeição, muitas lágrimas e superação –, a moça arrasa no show na pele de Adele!

O espetáculo está aberto para novos patrocinadores - esse é um projeto de inclusão LGBTQ+ 
Cota I Logomarca em todo o material de divulgação, participação de destaque no show (espaço maior no backdrop na área de entrevistas), inserção nas redes sociais (8 posts no Instagram e 2 notas no Facebook). R$ 20.000,00

Cota II Logomarca em todo o material de divulgação, participação no show (espaço médio no backdrop na área de entrevistas), 5 posts no Instagram e uma nota no Facebook. R$ 10.000,00

Cota III Logomarca em todo o material de divulgação, participação no show (espaço menor no backdrop da área de entrevistas), 3 posts no Instagram. R$ 5.000,00

Serviço
Les Girls - Uma Diva Dentro de Você

Estreia: 24/11/2018
Local: Italia Mia Restaurante Show
Rua Rui Barbosa, 354 -  Bela Vista - São Paulo 
Vendas: (11) 98111 5239
Ingresso; R$50,00 (R$30,00 consumíveis)
Abertura da casa 20h
Show 21h30


segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Pablo Vittar, Suzy Brazil e Silvetty Montilla na festa de lançamento das 'Super Drags', da Netflix

Em Neon: segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Na terça-feira passada, 29/10, aconteceu na boate The Week, o lançamento do desenho "Super Drags" que estreia dia 09/11 na Netflix.

A festa foi maravilhosa e aqui estão as fotos de Sissi Girl para vocês verem


 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code