NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

Entretenimento

Mundo LGBTI

.

Divertidíssima

GALERIAS

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Confira a lista de filmes selecionados para o DIGO - Festival Internacional de Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás

Em Neon: sexta-feira, 26 de maio de 2017


Foram 309 filmes inscritos com o tema e diversidade sexual e de gênero de todo o Brasil e do exterior. Um grande sucesso e orgulho para os organizadores do DIGO - Festival Internacional de Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás, que realiza um festival independente com carinho e amor no coração do Brasil – único competitivo como tema no centro oeste.

Devido a alta qualidade dos filmes, o que deu muito trabalho para a curadoria, o festival terá além dos 28 filmes em mostra competitiva (10 nacionais, 10 internacionais e 8 goianos) também uma mostra paralela especial, não competitiva, de 10 filmes nacionais e 10 internacionais imperdíveis – totalizando 48 curta metragens na mostra principal!

Competitiva Nacional
A Vez de Matar, A Vez de Morrer, 2016 25´(MS) - Foto acima
Diamante, O Bailarina, de Pedro Jorge, 2016, 22´ (SP)
GRAMATYKA, de Paloma Rocha 15 2015, (DF)
Lugar pra Ninguém, de Fabiana Carlucci 2016 20´ (SP)
O Chá do General, de Bob Yang, 2016 22´ (SP)
O Último Dia Antes de Zanzibar, de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, 2016 21´33 (RS)
Rosinha, de Gui Campos 14´ 2016, (DF)
Stanley, de Paulo Roberto, 2016 19´ (PB)
Tailor, de Cali do Anjos 9´47 2017, (RJ)
Vênus – A fadinha lésbica de Sávio Leite, 2017, 6´ (MG)


Não Competitiva Nacional
Aquela Estrada, de Rafael Ramos 15´ 2016, (AM)
As Cores da Rua, de Felippe Francisco 25´ 2016, (SP)
Baunilha de Leo Tabone, 18´ 2017 (PE)
Demônia de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet 17´ 2016 (SP)
ILE, o curta, de Vanessa Coscia 13´2016, (SP)
Jonas Banhado em Sangue, de Mateus Bandeira 18´ 2016(CE) - Foto acima
SAPAS, de Iasmim Feijó 9´ 2016, (SP)
Trincado, de Rodrigo Lara 16´2016, (SP)
Vagabunda de Meia Tigela de Otavio Chamorro 25´ 2015(DF)
Você, de Felipe Cabral 19´ 2017 (RJ)


Competitiva Internacional
8:30-12:05 de Nadia Gomez Kiener/ Daniela Doffo, 4´2017 Argentina
Eva de Florent Medina, 10´França
Mariposas de Angel Villaverde, 18´ 2017 Espanha
Mr. Sugar Daddy de Dawid Ullgren, 14´Suécia - Foto acima
PRIA de Yudho Aditya, 21´ 2016 Alemanha
Princess de Karsten Dahlem, 16´ 2017 Alemanha
Refugee´s Welcome de Bruce la Bruce, 21´2016 Alemanha
Ruptures de Francisco Bianchi, 18´2016 França
Sisak de Faraz Arif Ansari, 15´ 2016 Índia
Superheroes de Volker Petters 15´2017 Alemanha


Não Competitiva Internacional
3 Friends de Michael Moody Culpepper 22´2016 Irlanda
Alex y Eric Para Siempre de Leo Adef 11´ 2016 Espanha
AUFBRECHEN, de Peter Pflügler,6´2016 Austria
Buddy de Van Niels Bourgonje, 11´ 2016, Holanda - Foto acima
Change in the Weather de Muiris Crowley, 16´2015 Irlanda
Mi Voz Lesbiana de Jessica Agila Tene 5´2016 Equador
The Being from elsewhere, 18´ 2015 Bélgica
The Wedding Patrol de Rogier Hardeman, 14´2016 Alemanha
Trouser Bar de Kristen Bjorn 20´2016 UK
Undercover Mistress, Giulio Ciancamerla, 13´2016 Itália


Mostra Competitiva Goianos
A Fome Secreta de Katyucha de Oliveira e Yuri Félix, 2016 9´30
Blaxploitation: A Rainha Negra de Edem Ortegal 2014 21´35
Duas Vezes Senzala de Gustavo Pozzatti, 2017 25´
Íris de Warley José de Souza, 2016 7´
Obstar (ou O Garoto Que Nada Viveu) de Felipe Freitas, 2017 8´ - Foto acima
Psicoisa de Cristiano Mullins, 2010 4´
Procura-se de Leo Pinheiro, 2014 11´
Hoje a mangueira entra de Ângelo Lima, 2016 8´

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Curadoria: Ricky Mastro e Cristiano Sousa
*Tarifas especiais hospedagem para o evento:
Hotel Rio Vermelho – Rua 4, 26 – Centro, Goiânia – GO, 74020-060
Telefone: (62) 3227-2500
Basta informar o código DIGO

As imagens que ilustram essa matéria são de divulgação dos filmes

SP: 'Lili Marlene, Um Musical' glamour, dor e muita tecnologia em cena


O estilista super fashion e ator, Fause Hatem, estreou em grande estilo o musical "Lili Marlene" uma parceria de Haten e Cortada; texto e letras de Fause Haten, música e arranjos de André Cortada.


Lili Marlene é um musical pop rock que utiliza das novas tecnologias e muita performance para contar a história de Lili, neto de uma famosa atriz hollywoodiana dos anos 30, rejeitado pelo pai e que foge de casa com 13 anos. Aos 18 vai morar em Paris e assim descobre o sucesso nos palcos dublando sua avó, sem que ninguém soubesse do seu parentesco. Mais tarde torna-se sacerdote de uma religião e, já afastado da igreja, numa situação totalmente deplorável faz um relato de sua saga.

Uma história tocante, comovente e que mostra todo o talento e vigor de Fause Haten.

Muitos famosos foram prestigiar o ator no Teatro Eva Herz - Livraria Cultura - em São Paulo.
Leopoldo Pacheco, Ana Lúcia Torre, Fabiano Augusto e as Drag Queens Dindry Buck e Sissi Girl marcaram presença na estreia VIP a convite da Morente Forte.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Lili Marlene Um Musical
Terças e Quartas às 21 horas
Teatro Eva Herz - www.teatroevaherz.com.br

Por Dindry Buck
Fotos: Divulgação / Paulo Cabral / Albert Roggenbuck

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Últimos dias para assistir ao espetáculo 'Vamp' em cartaz no Teatro Riachuelo

Em Neon: quinta-feira, 25 de maio de 2017


Claudia Ohana e Ney Latorraca estrelam o espetáculo, produzido pela Aventura Entretenimento, no Teatro Riachuelo Rio, com texto de Antonio Calmon e concepção e direção geral de Jorge Fernando, os mesmos do folhetim.

Ela voltou! A novela “Vamp”, comédia de terror que marcou toda uma geração nos anos 90 e até hoje é considerada “cult” pela legião de fãs que deixou, foi adaptada para o teatro e é o mais novo projeto da Aventura Entretenimento, dos sócios Aniela Jordan, Fernando Campos e Luiz Calainho. Com concepção e direção geral de Jorge Fernando e direção de Diego Morais, que dirigiu ao lado de Jorge a novela “Êta mundo bom”, o espetáculo “Vamp, o musical” estreou em março, no Teatro Riachuelo Rio, tendo no elenco os protagonistas do folhetim, Claudia Ohana e Ney Latorraca. Para completar e garantir a qualidade e a originalidade, também fazem parte da equipe criativa alguns nomes da novela, como o autor Antonio Calmon, o figurinista Lessa de Lacerda e o cenógrafo José Claudio Ferreira. O espetáculo é apresentado pelo Ministério da Cultura, Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e SulAmérica, tem patrocínio da Riachuelo, apoio da Chevrolet, Guerbet e Autotrac, Vult como apoiadora de produção e Avianca como transportadora oficial.

Cláudia Ohana renasce como a cantora de rock Natasha, papel mais emblemático de sua carreira, e Ney Latorraca, volta como o Conde Vlad, um dos mais marcantes personagens de sua vitoriosa trajetória, para trazer ao palco a inesquecível dupla de vampiros hilários, cativantes e apavorantes (de mentirinha). “Não é uma história de vampiros, é uma história de amor, com muita comédia para a família inteira poder se divertir no teatro. É um espetáculo para todas as idades: para quem foi criança naquela época e para as crianças de hoje”, garante Jorge Fernando.

“Natasha foi uma personagem tão boa que estamos querendo ressuscitá-la. Poder revivê-la é um presente, a novela foi muito marcante para mim. E fazer ao vivo, novamente com o com Jorginho e com Ney é muito emocionante! Na época, nós não sabíamos ao certo no que ia dar. A diferença agora é que estamos vindo de uma novela de sucesso, o que gera mais expectativa. Já se passaram 26 anos e acredito que a gente não vá fazer exatamente a mesma Natasha, vamos descobrir uma Natasha 2017”, adianta Claudia Ohana. “O personagem fez muito sucesso na época, como toda a novela em si. Foi uma obra que “aconteceu”, o que não é algo fácil. Por isso, voltar com tudo para o teatro é uma alegria. O público vai ver uma síntese da novela no palco, porque é o mesmo autor, o mesmo diretor, o mesmo figurinista”, completa Ney Latorraca.

Os números da produção incluem um total de 36 atores e 350 figurinos, além de 13 cenários e efeitos especiais. Para Aniela Jordan, sócia-diretora da Aventura, “Vamp” é um musical que vai reunir diferentes gerações. “Esse é o primeiro espetáculo que está sendo montado na sala de ensaios do Teatro Riachuelo e logo com uma produção tão especial, estamos muito felizes!”. Sobre a parceria com Jorge Fernando, ela completa: “Jorginho é o pai de “Vamp”. Seria impossível fazer sem ele”.

Ao lado dos protagonistas, estão nomes como Evelyn Castro (“Cássia Eller - O Musical”), no papel da intrépida caça-vampiros britânica Mrs. Alice Penn Taylor, e Cláudia Netto (“Se eu fosse você – O musical”, “Judy Galard - O Fim do Arco-íris”), que faz a Madrácula, mãe do Conde Vlad, personagem criado especialmente para a trama. Entre as crianças, estarão Xande Valois, como o Matosinho, filho fofo de Matoso (Osvaldo Mil) e Mary Matoso (Livia Dabarian), o malvado e atrapalhado casal do folhetim original. Ainda estão presentes os inesquecíveis Matosão (Thadeu Matos), Jonas (Luciano Andrey), Carmem Maura (Erika Riba) e os filhos Lena (Gabriella di Grecco) e Lipe (Oscar Fabião).

A trilha sonora traz algumas das músicas inesquecíveis da novela e outras inéditas, compostas especialmente para o espetáculo por Tauã Delmiro e pelo diretor musical Tony Lucchesi. A música-tema é a arrepiante “Noite Preta”, na voz de Claudia Ohana e com novos arranjos. Claudia também assume o vocal do clássico “Sympathy to the Devil”, dos Rolling Stones, como fez na novela, e “Puro Êxtase”. Entre as outras canções, estará “Thriller”, de Michael Jackson, coreografada em uma releitura em que tudo termina em samba. “Gita”, de Raul Seixas, “Felicidade Urgente”, de Elba Ramalho, e “Doce Vampiro”, de Rita Lee, são outros destaques.
                       
A trama


Como na novela, exibida em 1991, a trama conta a história de Natasha, uma cantora que vende a alma para Conde Vlad em troca do sucesso na carreira. Ele, apaixonado por sua presa, faz de tudo para conquistá-la, mas com o passar do tempo Natasha só tenta se livrar dele e da maldição de ser vampira para sempre. Para isso, parte em busca do Medalhão do Poder, escondido na cidadezinha litorânea Baía dos Anjos, onde encontra a família do capitão Jonas.  Natasha vai até lá com a desculpa de gravar o clipe de uma música, causando comoção na cidade. Vlad descobre seu plano e, para se vingar, transforma o paraíso em uma cidade tomada por vampiros. O final será surpreendente e muito diferente do da novela.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Ficha Artística
Texto – Antonio Calmon
Concepção e Direção Geral – Jorge Fernando
Direção – Diego Morais
Coreografia – Alonso Barros
Direção Musical, Arranjos e Preparação Vocal - Tony Lucchesi
Cenografia – José Claudio Ferreira
Figurino – Lessa de Lacerda
Visagismo – Martin Macias
Desenho de Luz – Maneco Quinderé
Desenho de Som – Carlos Esteves
Produção de Elenco – Marcela Altberg
Assistente de Direção – Pedro Rothe
Assistente de Coreografia – Alan Resende
Orquestração e Assistente de Direção Musical – Alexandre Queiroz
Assistente de Cenário - Daniele Fontes
Figurinista Assistente – Teresa Abreu
Elenco: Ney Latorraca, Claudia Ohana, Evelyn Castro, Claudia Netto, Luciano Andrey, Erika Riba, Pedro Henrique Lopes, Xande Valois, Livia Dabarian, Thadeu Matos, Osvaldo Mil, Gabriella Di Grecco, Oscar Fabião, Mariana Cardoso, Duda Santa Cruz, Daniel Brasil, Rafa Mezadri, Talita Real, Mariana Gallindo, Lana Rodhes, Laura Ávila, Carol Costa, Carol Botelho, Jessica Gardolin, Renan Mattos, Lucas Nunes, Matheus Paiva, Leonardo Senna, Franco Kuster, Murilo Armacollo, Gustavo Della Serra, Marina Mota, Gabriel Querino, Andressa Tristão, Leonardo Rocha

SERVIÇO
Local: Teatro Riachuelo Rio (Rua do Passeio, 38/40 – Cinelândia)
Temporada: 17 de Março a 04 de Junho de 2017 (de quinta-feira a domingo)
Horários: Quinta e sexta às 20h30, sábado às 16h30 e 20h30, domingo às 18h (a partir de 16/04 as sessões de domingo serão às 16h30).
Vendas: Sites www.vampomusical.com.br , www.teatroriachuelorio.com.br e www.ingressorapido.com.br
Bilheteria Teatro Riachuelo Rio
Preços:
5ªs e 6ªs: R$130 - Plateia VIP; R$100 – Plateia e Balcão Nobre; R$50 - Balcão
Sábados às 16h30 e domingos: R$150 - Plateia VIP; R$120 – Plateia e Balcão Nobre; R$50 – Balcão
Sábados às 20h30: R$180 - Plateia VIP; R$120 – Plateia e Balcão Nobre; R$50 – Balcão
Capacidade: 1.000 pessoas
Duração: 2 horas (com intervalo de 15 minutos)
Classificação etária: Livre

Fotos: Felipe Panfili

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Netflix apresenta seu primeiro documentário brasileiro e retrata Laerte refletindo sobre seu universo feminino

Em Neon: quarta-feira, 24 de maio de 2017


Após viver quase 60 anos como homem, com três filhos e três casamentos, o cartunista Laerte assumiu em 2009 sua identidade feminina.

Essa transição está inserida na reflexão que ela faz no documentário “Laerte-se”, o primeiro documentário brasileiro produzido pela Netflix, realizado por Eliane Brum e Lygia Barbosa da Silva, que levou três anos para ser finalizado.

O documentário acompanha Laerte em seu cotidiano, em casa, na ida à manicure, ao lado de seu neto e de seu filho, entre outras situações corriqueiras de sua vida. Mostra o lado humano de um ícone, com seus medos, desejos (de colocar peito), seu convívio com sua família, seus gatos, seus pensamentos sobre sexualidade, política e principalmente de vida. Despede-se de tudo, até literalmente, mostrando-se da forma mais nua e crua, da qual poderia se mostrar.

O documentário é recheado de charges animadas da autoria da própria Laerte, com todo seu humor, ora ácido, ora apenas divertido, por vezes irônico, atrevido e até com uma seriedade extremamente necessária.

Outras pessoas passeiam pelo doc dando uma leveza e singeleza, que torna sua história um delicioso cotidiano que, em mais de uma hora e meia, nós nos acostumamos a vivê-lo e quando acaba, dá até uma saudade do que já não acompanharemos mais, é como se quiséssemos acompanhar sua vida como a um reality show, com uma hora diária de vivência Laertiana. Uma dessas personagens, a manicure, não consegue desvincular a Laerte do antigo Laerte, ela é uma figura à parte, engraçada, sincera e ao mesmo tempo inocente diante de uma situação que não compreende (ainda). Até mesmo Laerte por vezes se perde entre os artigos, posicionando-se no masculino, mas enfim é compreensível, afinal foram quase sessenta anos de um homem chamado Laerte e como ela mesmo diz: "ele ou ela, tanto faz".

Quando fala sobre sua sexualidade e a comunidade LGBT, Laerte não poupa críticas à sopa de letrinhas. Expõe seu ponto de vista sem medo de sofrer represálias, confessa que fez piadinhas homofóbicas quando jovem e que se envergonha disso. Enfim, assim como todas as outras passagens contadas por Laerte, todas são cheias de humor e verdade. Um documentário para ser visto e se apaixonar por Laerte, ou até quem sabe odiar, mas não para passar indiferente por ela em sua vida.

O documentário "Laerte-se" encontra-se disponível na plataforma www.netflix.com.br

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Confira abaixo o trailer do documentário:



Fotos: Divulgação

Por: Eduardo Moraes - CLIQUE AQUI e leia mais artigos desse autor.

Eduardo Moraes é jornalista formado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) além de fotógrafo há 15 anos. Em seu curriculum estão o Jornal e Site Abalo, a Exposição O "T" da Questão e o Livro Avesso - Meu Lado Certo. Atualmente é editor-chefe do site www.EmNeon.com.br

terça-feira, 23 de maio de 2017

Festival Terça Insana no Teatro Opus traz espetáculos e convidados diferentes a cada semana

Em Neon: terça-feira, 23 de maio de 2017


O Projeto Terça Insana está de volta à cidade de São Paulo, no seu formato original, no Teatro Opus (Shopping VillaLobos) com uma apresentação diferente por semana. E as apresentações de maio e junho serão um Festival, a cada terça-feira, um espetáculo diferente com Grace Gianoukas e atores convidados mostrando clássicos e novidades da Projeto Terça Insana.

O Projeto Terça Insana foi idealizado pela atriz e diretora Grace Gianoukas. Desde a estreia, em 2001, a Terça Insana tornou-se um divisor de águas no cenário da comédia no Brasil.

Assistido por mais de dois milhões e setecentas mil pessoas, criou cerca de 380 espetáculos diferentes, mais de 500 personagens criados, mais de 400 atores passaram por este projeto, cenas e textos originais, que hoje compõem um enorme repertório de criações.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Serviço
Espetáculo: Terça Insana
Realização: Opus Promoções
Classificação: 16 anos
Duração: 90 min
Direção: Grace Gianoukas
Elenco: Grace Gianoukas
Convidados: 23 de maio - Marcelo Médici e Falcão 
30 de maio - Darwin Demarch e Rita Murai 
6 de junho - Fernandinho Beat Box e Silvetty Montilla
13 de junho - Arthur Kohl e Renata Augusto
20 de junho - Guilherme Chelucci e Johnnas Oliva
27 de junho - Marco Luque, Agnes Zuluani e Mila Ribeiro
Teatro OPUS (Av. das Nações Unidas, nº 4777 - Alto de Pinheiros/ 4o piso – Shopping VillaLobos)
www.teatroopus.com.br
Ingressos: de R$ 30,00 a R$ 100,00 
Capacidade: 751 pessoas
ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo

Fotos: Priscila Prade / Divulgação

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Confissões de uma Drag: Ato Solene homenageia militantes no Dia Internacional de combate a LGBTfobia na ALESP

Em Neon: segunda-feira, 22 de maio de 2017


No dia 17 de maio de 2017 - Dia Internacional de Combate a LGBTfobia - aconteceu na  Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo um ato que homenageou militantes e ativistas LGBT por sua luta na construção de um mundo melhor.

Os Deputados Marcos Vinholi (Estadual) e Floriano Pesaro (Federal - Secretário Estadual de Desenvolvimento Social) organizaram o maravilhoso ato que prestou uma linda homenagem ao trabalho brilhante realizado por algumas pessoas e movimentos que fazem a diferença na construção de uma sociedade melhor, dentre eles,Roseli Tardeli e a incansável equipe da Agência de Notícias da AIDS, Cássio Rodrigo, Edgar de Souza (prefeito de Lins, homossexual assumido), Gê de Lima (cantor), Heloisa Alves (uma homenagem surpresa), o Grupo Mães pela Diversidade, André Hidalgo (Casa de Criadores), Cleber Bernardi (Campinas), Marcos Fernandes, SP Escola de Teatro e suas maravilhosas e batalhadoras trans e o colorido e divertido Esquadrão das Drags.

O Secretário Floriano Pesaro fez um discurso emocionado falando da importância do respeito. O prefeito de Lins Edgar de Souza que casou recentemente com seu companheiro destacou a importância da luta diária e que ser gay não o faz melhor ou pior que ninguém. Cássio Rodrigo ressaltou a importância do dia e citou algumas conquistas estaduais.

Uma noite linda e inesquecível!






Fotos: Samantha Feijon

Por: Dindry Buck - CLIQUE AQUI e leia mais artigos dessa colunista.

Dindry Buck, personagem vivida pelo Publicitário, Jornalista, Ator e Maquiador Albert Roggenbuck. Formado em Comunicação Social/Publicidade e Propaganda, pela Universidade São Judas Tadeu – São Paulo, trabalha em eventos como animadora, apresentadora e hostess. É ativista social pela causa LGBT, sendo o atual Conselheiro representante dos Transegêneros junto ao Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual.

sábado, 20 de maio de 2017

6ª Edição do 'Periferia Inventando Moda' acontece no CEU Paraisópolis

Em Neon: sábado, 20 de maio de 2017



Com patrocínio da Vult e parceiros de peso, evento já consagrado promete fashion show para a comunidade. Evento contará com marcas, modelos e profissionais de beleza da periferia.

Em sua sexta temporada, o ‘Periferia Inventando Moda’ apresentará ao público o resultado de mais um semestre de trabalhos de democratização da moda através do evento ‘VI PIM’, que ocorrerá no próximo dia 02 de junho, sexta-feira, no CEU Paraisópolis, localizado à rua Dr. José Augusto de Souza e Silva, S/N, das 16 às 21 horas.

O Periferia Inventando Moda vem ganhando cada vez mais repercussão na mídia bem como na imprensa especializada, se consagrando como referência na moda inclusiva, oferecendo formação a jovens da periferia que aspiram à profissão de modelo, maquiador, e agora também de fotógrafo.

O projeto conta agora com patrocínio da Vult Cosmética, que ficará responsável pela formação dos maquiadores, fornecerá produtos de maquiagem para os desfiles e editoriais, e é parceira do ‘Espaço PIM’, sede física do projeto na comunidade de Paraisópolis. Em vias de implementação, o ‘Espaço PIM’ sediará as oficinas do projeto e contará com a ‘Sala Vult’, espaço de formação de maquiadores coordenado pela Vult. Nas palavras de Mônica Truffa, coordenadora de parcerias da empresa, “a parceria com o PIM vem ao encontro dos valores da Vult por acreditar no poder transformador que a inclusão social e a qualificação profissional promovem na autoestima das pessoas e de toda uma comunidade”. Ainda segundo Truffa, “moda e beleza caminham juntas no sentido de valorizar a cultura e a diversidade, desenvolvendo talentos e despertando multiplicadores de ideais que beneficiem toda a sociedade”.

Além do patrocínio Vult, o evento contará com o apoio do ‘Projeto Tesourinha’, que cuidará dos penteados para os desfiles. Liderado pelo cabeleireiro Ivan Stringhi, o Tesourinha é um projeto social de referência na formação de cabeleireiros. Stringhi resume assim sua parceria com o PIM: “Uma gota pode gerar uma onda quando a moda e a beleza se unem para a capacitação profissional, o que gera empregos e aumenta a autoestima das pessoas”.

Para o evento do dia 02, os organizadores preparam grandes novidades e prometem a maior edição feita até aqui. Serão 10 marcas que se apresentarão na passarela, todas da periferia de São Paulo: Alex Santos, Ateliê Milton Laranjeiras, BrunnoDellum, Couto Store, HypnoticBijoux, K. Sullysman, Malokero, Mete a Marra, Peah P. Clothing e Simplesmente.

Antes dos desfiles, integrando o evento, haverá uma mesa redonda com o tema: ‘um novo olhar sobre a moda, questionando os padrões de beleza atuais’. Mediada pela modelo e ativista Aretha Sadick, a mesa contará com as participações do estilista Isaac Silva, da cool huntere digital influencer, Magá Moura e da estilista e ativista Luciane Barros, criadora do projeto África Plus Size. Entre uma atividade e outra, o evento contará com apresentações musicais.

Segundo Nil Mariano, diretor executivo do PIM, “pretendemos que essa edição seja marcante. Vamos trazer para a comunidade de Paraisópolis um grandioso fashion show. Os eventos de moda geralmente são elitizados e fechados a convidados. O PIM por sua vez propõe a democratização da moda, proporcionando um evento gratuito e aberto ao grande público, com marcas e modelos que realmente representem a verdadeira beleza brasileira, fugindo radicalmente dos padrões estereotipados e anacrônicos do dito ‘padrão internacional’. Sobre isso, Alex Santos, diretor artístico e idealizador do projeto, afirma: “há muito tempo o perfil branco, magérrimo e despersonalizado deixou de ser padrão de beleza”. Uma zapeada pela televisão e você verá que as estrelas do cinema, da música, das novelas, não obedecem mais a esse padrão”. Nas palavras de Santos, “a beleza que vemos nas ruas, a beleza das pessoas reais, está se tornando a nova referência. A moda precisa urgentemente acordar para essa realidade. O sucesso das agências que trabalham com street casting e de projetos que vieram na esteira do sucesso do PIM são a prova disso”.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK



Serviço
Periferia Inventando Moda - 6a.edição
Dia 02 de junho de 2017 (sexta-feira), das 17h às 21h.
Cronograma:
17:00 às 18:30: Mesa redonda: “um novo olhar sobre a moda - questionando os padrões de beleza atuais”.
19:00 às 20:30: Desfiles
Local: CEU Paraisópolis.
Rua Dr. José Augusto de Souza e Silva, S/N.
Telefone de informações para o público: (11) 3501.5660.

Fotos: Cauê Moreno / João Goldenstein / Túlio Vidal

terça-feira, 16 de maio de 2017

Portugal entre os países que mais protegem lésbicas, gays, bissexuais

Em Neon: terça-feira, 16 de maio de 2017

ANA CRISTINA PEREIRA 15/05/2017 - 06:39 (publico.pt)

Relatório da ILGA-Internacional foi apresentado na última segunda-feira




Portugal está entre os países mais avançados do mundo em matéria de reconhecimento de pessoas LGB (Lésbicas, Gays, Bissexuais). É o que indica o relatório Homofobia Patrocinada pelo Estado: Uma Pesquisa Mundial de Leis de Orientação Sexual: Criminalização, Proteção e Reconhecimento, que nesta segunda-feira à tarde é lançado pela ILGA-Internacional,a antecipar o Dia Internacional Contra a Homofobia, a Lesbofobia e a Transfobia, que se assinala quarta-feira.


Portugal é um dos nove Estados do mundo a incluir na sua Constituição a proibição de discriminação em razão da orientação sexual. É um dos 23 Estados a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo e um dos 28 a reconhecer outras formas de união. É ainda um dos 26 Estados a aceitar o direito à adoção conjunta e um dos 27 a aceitar o direito à co-adoção. E um dos 72 Estados a ter disposições legais contra a discriminação no emprego com base na orientação sexual.

Uma série de mapas mostra o quão desigual é o mundo. As leis que protegem as pessoas LGB da discriminação e da violência têm estado a expandir-se. Mesmo assim, ainda há 72 países a criminalizar o sexo consentido entre homens. Em 42 desses países, tal disposição legal aplica-se também a mulheres.

“Quando nos centramos no panorama específico da comunidade LGBTI [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais] na Europa, é evidente que entramos num período em que os processos legislativos estão a desacelerar”, lê-se no relatório, desta vez elaborado por Aengus Carroll e Lucas Ramón Mendos. “Neste momento, é vital implementar leis e políticas sobre igualdade LGBTI ganha nos últimos 15 anos”, prossegue. “Não só é prioridade garantir que as triunfos legais se traduzem em mudanças reais na experiência de vida das pessoas LGBT, mas também assegurar que não há um retrocesso ou uma erosão desses triunfos.”

Embora esse não seja o enfoque do relatório, os autores chamam também a atenção para as mudanças relacionadas com as pessoas transgênero. “O progresso legal continua a avançar a bom ritmo”, indicam. No ano passado, o parlamento da Noruega aprovou a autodeterminação da identidade de gênero, engrossando o grupo formado por Dinamarca, Malta e Irlanda. Mencionam avanços em diversos países. A visibilidade das pessoas intersexo, referem ainda, também aumentou. “Mais instituições e governos incluíram, de uma forma explícita, este tema na sua agenda.

Portugal tem, neste momento, três projetos de lei na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias a defender a autodeterminação de gênero (um da autoria do Bloco de Esquerda, outro do PAN – Pessoas, Animais, Natureza e outro do Governo). A proposta do executivo  foi a última a entrar e é mais abrangente.  É pelo direito à autodeterminação da identidade de gênero e expressão de gênero e pelo direito à proteção das características sexuais de cada pessoa.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Imagem: Reprodução da Internet

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Tata Amaral começa a rodar seu novo filme nas ruas de São Paulo

Em Neon: segunda-feira, 15 de maio de 2017


Começou a ser rodado nas ruas de São Paulo “Sequestro Relâmpago”, novo longa-metragem da premiada cineasta Tata Amaral. Inspirado em fatos reais, “Sequestro Relâmpago” conta a história de uma jovem sequestrada numa noite em São Paulo. Seus sequestradores, também jovens, poderiam ser seus colegas de escola. Mas vivem em lugares distintos, separados pelo rio Pinheiros e pelas diferenças sociais, econômicas e culturais.

O longa é a estreia de Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha no cinema ao lado de Sidney Santiago, que atuou em “Os 12 Trabalhos”, pelo qual recebeu o troféu Redentor de melhor ator no Festival Internacional do Rio 2006.

Na trama, Isabel (Marina Ruy Barbosa), ao sair de um bar em um bairro boêmio de São Paulo, é surpreendida por dois jovens, Matheus (Sidney Santiago) e Japonês (Daniel Rocha), que a forçam a entrar em seu carro.

Matheus e Japonês não são amigos, estão juntos apenas para fazer uma série de sequestros naquela noite e Isabel é a primeira vítima. Só que o plano sai errado ao se depararem com dificuldades no caixa eletrônico e decidem manter Isabel como refém até a manhã seguinte.

Os três passam a noite dirigindo de um lado para o outro, a maior parte do tempo em avenidas e bairros às margens da cidade. Matheus e Japonês não sabem o que fazer com Isabel. Refém em seu próprio carro ela precisa negociar a sua vida.

Com o roteiro de Marton Olympio, Henrique Figueiredo e Tata Amaral, direção de arte de Vera Hamburger, direção de fotografia de Carlos Zalasik, produção executiva de Rafaella Costa e música de André Woong e convidados, “Sequestro Relâmpago”, é uma oportunidade de rodar por São Paulo.

Ainda completam o elenco Projota, MC Linn da Quebrada, Danilo de Moura, João Signorelli, Malu Bierrenbach, Tess Amorim, Jô Freitas, Marina Matheus, Paula Pretta, André Whoong, Che Moais entre outros.

O filme é uma produção da Tangerina Entretenimento e Manjericão Filmes em co- produção com Globo Filmes e foi desenvolvido através da CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA – PRODAV 05/2013.

Sobre Marina Ruy Barbosa 
Conhecida atualmente pelo público de telenovelas, Marina começou a carreira ainda criança, quando realizou alguns trabalhos de comerciais e propaganda. Aos nove anos, foi chamada para fazer sua primeira novela e desde então, a atriz vem se destacando como um dos grandes talentos de sua geração. Participou de diversas telenovelas como Começar de Novo (2004), Belíssima (2005), Sete Pecados (2007), Escrito nas Estrelas (2010), Morde & Assopra (2011), Amor Eterno Amor (2012), Amor à Vida (2013), Império (2014) e Totalmente Demais. Fez ainda as minisséries Justiça e Amorteamo, ambas da Rede Globo. No teatro, Marina estreou em 2005 na peça infantil Chapeuzinho Vermelho (musical) e em 2008, estreou no teatro adulto com a peça 7 - O Musical, de Charles Möeller e Cláudio Botelho, ao lado da atriz Ida Gomes. Em 2009, a atriz estreou como apresentadora do programa TV Globinho. Premiada atriz, Marina tornou-se uma referência em moda para as mulheres. Com seguidores pelo mundo inteiro nas redes sociais.
“Sequestro Relâmpago”, filme de Tata Amaral, marca a estreia de Marina no cinema.

Sobre Daniel Rocha
Iniciou sua carreira artística no teatro aos 16 anos como aluno do CPT (Centro de Pesquisa Teatral) do consagrado diretor paulista Antunes Filho. Conhecido pelo público de Telenovelas, estreou na TV, em 2010, num episódio do seriado A Vida Alheia. Mais tarde foi chamado para integrar o elenco da novela Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro e direção de Amora Mautner, ganhando destaque com o personagem Roni. Em 2013, Daniel atuou na peça Amigos, Amigos, Amores à Parte e foi chamado para interpretar o médico Rogério na novela de Walcyr Carrasco Amor à Vida, ao lado de Marina Ruy Barbosa. Logo em seguida entrou na peça A História dos Amantes. Em 2013/14 interpretou o rebelde João Lucas, em Império, novela de Aguinaldo Silva e direção de Rogério Gomes, atuando ao lado de Alexandre Nero, Lília Cabral. Em 2014 fez a novela Totalmente Demais, direção de Luiz Henrique Rios, como o fotógrafo Rafael ao lado de Viviane Pasmanter. Em 2016/17 entrou para A Lei do Amor, de Maria Adelaide Amaral, como Gustavo ao lado de Cláudia Raia. “Sequestro Relâmpago” marcará sua estreia nos cinemas.

Sobre Sidney Santiago
Sidney Santiago é ator formado pela USP, bailarino e fundador da Cia de Teatro e Intervenção Urbana "Os Crespos". No cinema, fez o "Os 12 Trabalhos", pelo qual recebeu o Redentor de melhor de ator no Festival Internacional do Rio 2006, "O Signo da Cidade", "Território Livre", "Grafite", "Meu Encontro" e "Sinal Vermelho". Seus trabalhos no teatro incluem "Anjo Negro + A Missão", "Sonhos de uma Noite de Verão", "Game Over", "Pedreiras das Almas", "Bernardo e Bianca" e "Os Intocáveis". Na televisão, participou do seriado "Turma do Gueto", das novelas "Metamorphoses", "Caminho das Índias", "Escrava Mãe", da minissérie "Queridos Amigos", além de apresentar o programa Music News em um canal por assinatura.

Sobre Tata Amaral
A paulistana Tata Amaral, 56 anos, é uma das mais talentosas e premiadas realizadoras da cinematografia recente. Com seus longas metragens, conquistou quase 70 prêmios em festivais nacionais e internacionais. A cineasta também se destaca pela experimentação e pela originalidade de seus trabalhos. Seu longa de estreia, “Um Céu de Estrelas” (1997), foi considerado pela crítica como um marco do cinema brasileiro, sendo eleito um dos três filmes nacionais mais importantes da década de 90, além de ter recebido dezenas de prêmios em importantes festivais internacionais nos Estados Unidos, Itália, Cuba e França (inclusive de melhor filme nos festivais de Boston e Trieste). “Antônia”, seu terceiro filme, inspirou a série de televisão homônima exibida na Rede Globo em 2006 com recorde de audiência para o horário e que foi indicada ao EMMY/2007, o Oscar da televisão.

Em 2013 lançou o longa “Hoje”, que recebeu os Prêmios de Melhor Filme pelo júri e pela crítica no 44o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, além de prêmio de melhor roteiro, atriz, fotografia e direção de arte. O filme também foi premiado, em 2013, por Melhor Roteiro e Melhor Direção de Fotografia no Festival de Cine Unasur, em Ciudad de San Juan, Argentina, Melhor Atriz pelo Júri Oficial e Popular pelo Festival SESC de Melhores Filmes e Prêmio APCA de Melhor Atriz. Na sua filmografia ainda estão “Trago Comigo” (2016), “Através da Janela (2000)”, entre outros.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

“Sequestro Relâmpago”
Direção: Tata Amaral
Roteiro: Marton Olympio, Henrique Figueiredo e Tata Amaral 
Direção de fotografia: Carlos Zalasik 
Direção de arte: Vera Hamburger 
Técnico de som: João Godoy 
Montagem: Rodrigo Menecucci 
Produtora executiva: Rafaella Costa 
Produção: Tangerina Entretenimento e Manjericão Filmes 
Co-produção: Globo Filmes Produtores 
Associados: Guel Arraes e George Moura 
Elenco: Marina Ruy Barbosa, Sidney Santiago, Daniel Rocha, Projota, MC Linn da Quebrada, Danilo de Moura, João Signorelli, Malu Bierrenbach, Tess Amorim, Jô Freitas, Marina Matheus, Paula Pretta, André Whoong, Che Moais entre outros.

Fotos: Divulgação

domingo, 14 de maio de 2017

17/05 'Eletrorgânica' aterrissa no Rio e traz a África em show IMPERDÍVEL de Laura Finocchiaro e Banda Larga

Em Neon: domingo, 14 de maio de 2017


Laura Finocchiaro, que é precursora em fundir pop com eletrônica no Brasil, está de volta em curta temporada, no Beco das garrafas.

Laura surgiu no início dos anos 80 e já se destacava entre as mulheres cantoras da época, por misturar sons dando uma excentricidade ímpar à sua música. Sua ousadia chamou a atenção de nomes importantes como Cazuza e Caio Fernando Abreu, com quem se tornou parceira musical. Com Cazuza compôs "Tudo é Amor", que foi cantada por Ney Matogrosso.

Nos anos 90 ganhou as pistas de clubes descolados do eixo Rio-SP. A gaúcha ganhava seu espaço nas duas cidades mais importantes para a cultura.


No início deste ano, Laura resolveu voltar aos palcos cariocas após muito tempo sem se apresentar na Cidade Maravilhosa, e lançou em seu show no Beco das Garrafas, o EP, “Eletrorgânica (Vol.2)”, que tem faixas do CD anterior, “Copypaste”, remixadas por grandes DJs. Foi um grande sucesso, casa lotada, o que lhe garantiu um convite para mais quatro apresentações, sendo a próxima no dia 19 de abril.

Orgânico e eletrônico, o show "Eletrorgânica" promete aumentar suas batidas por minuto, ao mesmo tempo que toca seu coração e te leva pra dança, com um sorriso nos lábios.

Nos shows, Laura Finocchiaro canta, toca guitarra synth, produz bases eletrônicas e assina a direção musical ao lado de Elir Filho, que toca guitarra e cavaco e que forma a Banda Larga, com Tamara Janson no baixo, Rui Lessa na bateria, Artur Rodrigues nas flautas, Ana Maura e Riko Viana nos vocais. A direção de palco é assinada por Luciana Tosta e a produção executiva por Filomena Mancuzo.

Em clima intimista, o repertório dos shows é formado por composições de Laura Finocchiaro e também inclui canções que marcaram a Música Popular Brasileira nas décadas de 60 a 80.

Esta mini temporada abril-julho 2017 leva o nome JUNTA TODO MUNDO, tendo como mote a expressão retirada de uma das canções de Laura, "Todo Mundo pro Mundo", carro-chefe do trabalho. Propõe a valorização e o diálogo das várias culturas ao redor do mundo, abrindo espaço para propostas artísticas ricas e diversas. Desta forma, a cada apresentação, Laura Finocchiaro receberá um artista convidado para dividir e somar os talentos no palco, seguindo, assim, a proposta da canção.

O Percussionista Ramses Toy faz participação especial na apresentação do dia 17/05 (Foto: Twitter)
No show da próxima semana (17/05) será privilegiada a AFRICA, com a participação do Percussionista Ramses Toy.

A Mini Temporada do Show ELETRORGÂNICA | LAURA FINOCCHIARO e BANDA LARGA | no Beco das Garrafas, em Copacabana, acontecerá toda terceira quarta-feira do mês, de abril a julho de 2017, cada show com uma participação especial diferente.

Assista ao videoclipe inédito da canção que dá nome à temporada, dirigido e editado pela Mutante Produções:



CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Serviço
Próxima apresentação: 17 de maio Participação Especial: do percussionista Ramses Toy
Seguintes: 21 de junho / 19 de julho
Onde: Beco das Garrafas - Rua Duvivier 37. Copacabana
Horário: 21:00 - 23:00
Ingressos: R$ 40,00
Lista amiga: R$ 20,00

Acesse o site de Laura Finocchiaro em www.laurafinocchiaro.com.br/ 

Fotos: Em Fotos (www.emfotos.com.br) e Divulgação
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code