NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

domingo, 5 de julho de 2015

Ator iraniano é forçado a pedir desculpas e apagar tweet de apoio ao casamento gay

Em Neon: domingo, 5 de julho de 2015


Por essa o ator iraniano Bahram Radan, não esperava. Na semana passada ele twittou: "A decisão do Supremo Tribunal dos EUA de que o casamento homossexual é legal foi histórica, talvez na escala do fim da escravidão... de Lincoln a Obama”, suas palavras caíram como uma bomba e ele foi alvo de fortes críticas, o que o “forçou” a apagar o que disse na Rede Social. Mas parece que nem assim deixou de ser criticado, a mensagem gerou polêmica em seu país.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Radan, de 36 anos, a quem o jornal britânico Guardian descreveu como o "Brad Pitt iraniano", sentiu-se pressionado a apagar a mensagem e pedir desculpas após atrair críticas de usuários de mídia social, bem como nos meios islâmicos radicais.

Radan tem cerca de 55 mil seguidores no Twitter e mais de 900 mil seguidores no Instagram.

Homossexuais podem ser açoitados 100 vezes e até mesmo condenados à morte sob o duro código penal do Irã.

Em poucas horas, Radan excluiu o tweet, mas o jornal iraniano, ultraconservador, Keyhan, cujo diretor é nomeado diretamente pelo líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, teria colocado o ator em uma lista negra e convocou-o para um interrogatório pelo ministério da Cultura e Orientação Islâmica.

Na quinta-feira, ele pediu desculpas em uma carta aberta dirigida ao editor-chefe do jornal Keyhan, Hossein Shariatmadari, onde disse: "O que foi publicado na internet, como a minha opinião sobre a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos em relação ao casamento gay, foi um erro e não reflete a dignidade do povo iraniano, pelo que peço desculpa. Nós estamos vivendo em um país que celebra o casamento como uma tradição do profeta (Maomé). Leis americanas não têm relação com a república islâmica e casamento gay é condenável sob nossas leis sociais, religiosas e de acordo com nossos valores sociais".


Na quarta-feira Radan postou uma imagem de um de seus filmes onde ele aparece de braços abertos, em sinal de rendição, a um homem com uma arma apontada para suas costas. A foto foi interpretada, por alguns, como relacionada com a carta, embora isto não tenha sido declarado pelo ator.

Fotos: Reprodução e Instagram do ator

A Redação

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code