NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Estudantes criam preservativos coloridos que mudam de cor ao contato com DSTs

Em Neon: sexta-feira, 26 de junho de 2015


Um grupo de alunos do Reino Unido ganhou um prêmio por um projeto de preservativo que muda de cor quando entra em contato com uma doença sexualmente transmissível, o STEYE. O projeto foi criado para participar do prêmio Teen Tech, que tem como iniciativa incentivar adolescentes a seguirem carreira em Ciência, Engenharia e Tecnologia.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Daanyaal Ali (14), Muaz Nawaz (13) e Chirag Shah (14) propuseram um preservativo incorporado com indicadores químicos que reagem a bactérias que causam infecções, como clamídia e sífilis.

Quando uma bacteriana específica é detectada, o preservativo muda de cor para avisar as pessoas do risco de transmissão da doença. Segundo informaram, a cor verde indicaria a clamídia, a amarela a herpes, a roxa o papilomavírus humano, que causa verrugas genitais, e por fim, a cor azul marcaria a existência da sífilis.

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) são transmitidas de uma pessoa para outra através de relações sexuais desprotegidas ou contato genital. Os números oficiais de Saúde Pública Inglaterra mostraram que quase 440 mil pessoas foram diagnosticadas com uma DST no país em 2014. Então, os adolescentes criaram o preservativo STEYE para ajudar a reduzir o número de casos.

Daanyaal Ali, 14, Muaz Nawaz, 13 e Chirag Shah, 14 anos, alunos de Isaac Newton Academia em Ilford, Essex
Daanyaal Ali, 14, falou sobre o projeto: "Nós criamos o STEYE como uma nova forma para ajudar o futuro da próxima geração. Nós queríamos fazer algo que detectasse as DSTs, de modo que as pessoas pudessem tomar medidas imediatas na privacidade de suas próprias casas, sem os procedimentos, muitas vezes assustadores, com os médicos. Temos a certeza de que somos capazes de dar paz de espírito aos usuários e permitir que as pessoas ajam ainda mais responsavelmente do que nunca".

Segundo o site Dezeen, os estudantes adolescentes venceram a categoria de saúde e receberam um prêmio de £ 1,000 na edição deste ano da TeenTech, pelo conceito do STEYE e uma visita ao Palácio de Buckingham. O trio teria sido abordado por um fabricante de preservativos interessado na ideia.

Entre os outros finalistas do prêmio TeenTech estava um grupo com a ideia de um grampo de cabelo conectado ao WiFi que mudaria de cor para combinar com a roupa de uma pessoa e ainda um toque eletrônico para ajudar a gerir o abastecimento de água nos países em desenvolvimento.

Foto: Teen Tech Awards / Reprodução

A Redação

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code