NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 28 de março de 2014

Sally Field fala do filho gay em carta para a Campanha dos Direitos Humanos

Em Neon: sexta-feira, 28 de março de 2014



A atriz Sally Fields, 67 anos, conhecida pela série "Brothers & Sisters", escreveu uma carta em apoio aos esforços da Campanha de Direitos Humanos, que quer impedir a introdução de leis que permitam a discriminação da comunidade LGBT por motivos religiosos. A campanha está tentando levantar US $ 150.000 até o final de março.

Leia a carta de Sally na íntegra:
 "As três coisas que mais me orgulho na minha vida são meus filhos, Peter, Eli e Sam. Eles são pessoas gentis, amorosas e produtivas. Cada um com sua própria lista de talentos e realizações. Sam é o meu filho mais novo e ele é gay. Para isso, eu digo: E daí?

Sam foi crescendo e queria desesperadamente ser como seus irmãos mais velhos - atleta, indisciplinado e até um pouco machista. Ele queria vencer Eli no tênis, detonar Peter no game de futebol e aprender tudo sobre cada jogador de basquete. Mas Sam era diferente. E sua jornada para se permitir ser o que a natureza pretendeu que ele fosse, não era fácil.

Quando eu o via lutando, eu queria intervir, mas seus irmãos mais velhos me seguravam, insistiam que ele precisava lidar com as dificuldades sozinho. A viagem era dele, não minha. Eu tive que esperar por ele, que ele se descobrisse em seu próprio tempo.

Eu poderia tornar mais fácil só por estar visivelmente a seu lado, por claramente amá-lo. Finalmente, aos 20 anos, muito tempo depois que ele bateu seus irmãos no tênis, em jogos de computador e sabia tanto quanto qualquer um sobre basquete, Sam foi capaz de se levantar com orgulho e dizer: 'Eu sou um homem gay'.
Há pessoas lá fora - organizações e políticos estrangeiros que nunca sequer conheceram Sam – pois preferem dedicar-se a negar a sua felicidade.

Por que alguém iria querer evitar que o meu filho - ou o filho de qualquer pessoa - tivesse as garantias legais básicas, como licença médica de família, os benefícios do Seguro Social ou seguro de saúde? Não faz qualquer sentido, mas isso não vai mudar até que as pessoas falem. Tenho orgulho de estar com a HRC (Human Rights Campaign – Campanha dos Direitos Humanos) e juntar aqui a minha voz. Você vai se juntar a mim?

Se você é LGBT mesmo, um pai ou avô de uma criança LGBT, ou apenas uma grande pessoa com convicções fortes sobre o que é justo e certo, espero ter convencido a permanecer com HRC pela igualdade. Você ficará feliz com o que você fez!", concluiu a atriz no auge de sua emoção e convocando as pessoas a participarem e ajudarem na campanha.

Sally Field e o filho Sam Greisman

São atitudes como essa da atriz Sally Field que nos emociona e nos faz acreditar que ainda há esperança do ser humano respeitar o seu semelhante. Infelizmente é notório que há um caminho muito longo de lutas para acabarmos com a discriminação. E o caminho mais árduo de fazermos os religiosos e preconceituosos entenderem, que todos somos iguais perante as leis e principalmente diante de Deus.
  

Por: Eduardo Moraes

Eduardo Moraes é jornalista formado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) além de fotógrafo há 15 anos. Em seu curriculum estão o Jornal e Site Abalo, a Exposição O "T" da Questão e o Livro Avesso - Meu Lado CertoAtualmente é editor-chefe do site www.EmNeon.com.br.
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code