NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Beto Papo: Final surpreendente

Em Neon: sexta-feira, 7 de outubro de 2016




Num cinema em Botafogo lotado, eu assistia “Elena”, de Andrey Zvyagintsev quando, prestes a acabar, a personagem título caminhou até uma janela e, aí... A tela se apagou.

A luz geral se acendeu e todos se entreolharam sem entender. Um senhor disse: “Acabou”.

Com aquela declaração e, apesar da dúvida, aplausos ecoaram. O público acanhado foi se levantando e deixando o recinto, alguns comentando e até elogiando o tão inesperado final. Mas uma senhora de vermelho, funcionária da sala, interpelou para avisar sobre a falha: “Quem tiver paciência, que espere. Vamos regularizar e passaremos o restante do filme”.

Metade aceitou. Eu, inclusive. E voltamos aos nossos assentos. Lembrei-me de outra feita, quando, num cinema do bairro de Santa Teresa, o projetor em pane atrasou o início de uma comédia brasileira, que eu nem estava tão animado para assistir. Enquanto o técnico cuidava dos reparos, uma simpática mocinha veio e sorteou pães e docinhos caseiros para nos entreter.

Não ganhei um pãozinho sequer. Mas aquilo foi bem mais divertido que o próprio filme.

No cinema de Botafogo, naquela espera por Elena, escutei outro homem se queixar de que já estávamos ali esperando há mais de dez minutos e nada. A galera foi se irritando e começou a bater palmas, a assobiar, a reclamar. Nada. Nada acontecia. Nem aconteceria, deduzimos. Algumas suposições, piadas foram inventadas sobre o que Elena poderia fazer ou ver através da janela. Por fim, inconformados, decidimos evacuar o recinto. Eu já atravessava o saguão com alguns, quando alguém gritou que as luzes haviam se apagado de novo.

“Consertaram! Vão passar!”

Corremos depressa para dentro, eu me sentindo um retardado.

A tela se iluminou. E o que vimos foi o minuto e meio que faltava do final daquela película: Elena se aproximando da janela para olhar e... Vieram as legendas de encerramento.

Fora isso, nada, nada, nadica de nada mais aconteceu.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Foto: Divulgação

Por: Beto Caratori - CLIQUE AQUI e confira outras crônicas de Beto Caratori

Beto Caratori, escritor, jornalista, compositor e cantor, que atuou no movimento musical que revitalizou a cultura no bairro carioca da Lapa.
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code