NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

23 de setembro é o Dia de Celebrar a Bissexualidade ou Celebrate Bisexuality Day

Em Neon: sexta-feira, 23 de setembro de 2016




O Dia da celebração bissexual é comemorado no dia 23 de Setembro por membros da comunidade Bissexual e seus aliados.

Este dia é uma chamada às pessoas bissexuais e suas famílias, amigos e aliados para reconhecer e celebrar a bissexualidade, a história bissexual, a comunidade Bissexual e a cultura, e a pessoa bissexual em suas vidas.

A data é festejada desde 1999. O dia 23 de setembro é para marcar a data da morte do pesquisador e psicanalista austríaco, Wagner Paulon Sigismund Schlomo Freud, que faleceu em 23 de setembro de 1939 e que é tido como o 1º teórico a falar sobre a existência da bissexualidade, razão pela qual essa data comemorativa foi instituída durante a 22ª Conferência Mundial da ILGA [Associação Internacional de Lésbicas e Gays ou "International Lesbian and Gay Association"] na cidade sul-africana de Johannesburgo, a partir da iniciativa dos ativistas norte-americanos dos direitos bissexuais, Wendy Curry do Maine, Michael Page da Flórida, e Gigi Raven Wilbur do Texas.

Wilbur disse:

"Depois da rebelião de Stonewall, a comunidade gay e lésbica cresceu em força e visibilidade. A comunidade bissexual também cresceu na força mas de muitos modos somos ainda invisíveis. Também fui condicionado pela sociedade para tachar automaticamente um casal que anda de mãos dadas como hetero ou gay, dependendo do gênero percebido de cada pessoa."

Esta celebração de bissexualidade especialmente, ao contrário dos eventos LGBT gerais, foi concebida como uma resposta ao preconceito e a marginalização das pessoas bissexuais por alguns tanto nas comunidades hétero e grandes comunidades LGBT.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Michael Page também foi o responsável pela idealização da Bandeira do Orgulho Bissexual, lançada em 1998 e com toda uma teoria por trás: a faixa rosa corresponde a 40% da bandeira e representa a atração por pessoas do mesmo sexo, a faixa azul também preenche 40% da bandeira e representa a atração pelo sexo oposto e as duas cores quando sobrepostas, formam um leve tom de roxo que ocupa 20% da bandeira e simboliza a atração por ambos os sexos.

CLIQUE AQUI e confira a matéria: Bissexuais são excluídos por gays e heterossexuais?

Fotos: Paulo Pinto (foto editada, original aqui / oxforddictionaries

Fonte: Wikipedia
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code