NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

terça-feira, 1 de março de 2016

Garota Trans de 12 anos luta para mudar a lei australiana

Em Neon: terça-feira, 1 de março de 2016

Isabelle Langley-McNamara está lutando para mudar a lei australiana sobre as crianças transexuais para ajudar milhares de crianças como ela.

Cerca de 44.000 crianças australianas identificam-se como transgênero e, a fim de impedi-las de passar pela puberdade do seu sexo atribuído, elas exigem um estágio de terapia hormonal.

No entanto, a Austrália, onde acredita-se ser o único país no mundo onde o tratamento está disponível, requer a autorização do Tribunal de Família para obtê-lo.

Viajando de Taggerty, perto de Melbourne, Isabelle e sua família reuniram-se com políticos de todos os principais partidos do país, a fim de obter apoio para uma mudança na lei.

"Houve realmente tempos sombrios. Isabelle nos disse que se ela não pudesse ser quem ela realmente é e viver como uma menina, então ela preferiria não viver. Isso é o que estamos tratando aqui e esse é o nível de angústia", disse sua mãe, Naomi.

"Esta é uma coisa assustadora para mim como mãe, e eu moverei montanhas para me certificar que ela esteja segura."

Isabelle com seus pais e irmã
Os advogados para uma mudança da lei argumentam que ir a tribunal pode custar mais de 30.000 dólares e coloque uma enorme carga emocional sobre a família.

Isabelle esperava que o encontro, cara a cara com os políticos, iria encorajá-los a agir rapidamente.
"Eu sou uma menina, eu nasci uma menina, não um menino que quer ser uma menina. Infelizmente para mim, eu estava amaldiçoada com algumas características físicas que não combinam com a minha identidade como uma menina ", disse Isabelle.

"Isso tem sido muito difícil e muito estressante. Tentei me machucar e me questionar se ainda quero estar viva.

"Eu estou com medo o tempo todo, pois estou atravessando a puberdade masculina e não recebendo o tratamento certo que vai me ajudar a ter o corpo que eu deveria."

Quando perguntado o que aconteceria se ela não pudesse começar o tratamento, ela acrescentou: "Não aconteceria nada, porque eu estaria morta."

Esperamos que as leis australianas possam ajudar ela e muitas outras crianças que passam pelo mesmo problema.

Fonte: Pink News

Foto: Youtube / Rick Liston / news.com.au

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code