NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Super t: Miss Paraiba T 2015, Helô Lima, realiza o sonho da cirurgia de redesignação de sexo

Em Neon: quinta-feira, 16 de julho de 2015


Helô Lima bailarina e esteticista formada, foi eleita a mais bela das Travestis e Transexuais da Paraíba e representará o estado na disputa do concurso Miss T Brasil.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

O Miss T Paraíba é promovido pelo missólogo Hermanny Cruz (com Helô na foto).

Há quinze dias ela realizou a cirurgia de redesignação de sexo, hoje ela é oficialmente uma mulher em todos os sentidos, para a vida social e íntima dela. Hoje ela está completamente realizada e feliz, mas nem sempre foi assim na vida da bela miss, ela relatou a nossa coluna que sofreu com o bullying, foi muita humilhada quando estava na escola.


E por iniciar a sua hormonização antes da adolescência, ela nunca desenvolveu características masculinas. Helô não é um caso isolado, Jenna Talackova, que também é uma mulher redesignada há quatro anos, disputou o Miss Universo Canadá, não venceu, mas foi eleita Miss Simpatia na edição que concorreu. A top model brasileira Lea T, que participa de desfiles internacionais também.

Helô e o Dr Kamol, dono do Hospital Kamol, o melhor nesse tipo de cirurgia
Helô e Lea T foram operadas na mesma clínica, na Tailândia, no Hospital Kamol, a maior referência do mundo na cirurgia. Esse país do Oriente se tornou referência mundial neste tipo de cirurgia, por dois motivos culturais: O primeiro é a atitude tolerante da sociedade e da religião da Tailândia, o budismo. E segundo é que há uma estimativa de que quase 200 mil tailandesas já passaram por cirurgias de redesignação de sexo.

"O tempo de você fechar os olhos para dormir e quando acordar, você já é uma mulher completa. Porque é em torno de umas 4 a 5 horas de cirurgia. Eu não senti dor nenhuma”, relatou Helô Lima.

O hospital tem quatro salas de cirurgia. Onde é feito todo tipo de cirurgia plástica, mas a redesignação de sexo é a mais famosa. Os médicos do hospital realizam de uma a três cirurgias ao dia desse tipo. Kamol Pansritum, dono do hospital, já fez mais de 3 mil.

No Brasil a redesignação de sexo é feita pelo SUS e o acompanhamento psicológico é de 2 anos, para diagnosticar a transexualidade.

Helô Lima na noite em que foi eleita a Miss Paraíba T 2015
A decisão em fazer a cirurgia foi motivada para poder sentir segurança no desfile de Miss Brasil T 2015, principalmente no traje de banho. "Eu não aceitava meu corpo. Então veio todo um processo, desde meus 15 anos, escondida da minha própria mãe, vinha tomando hormônios. Minha cabeça, a minha alma, a minha motivação é toda de mulher", conta Helô Lima.

O Miss T Brasil 2015 acontecerá em novembro no Rio de Janeiro, sob a coordenação de Majorie Marchi, e a vencedora irá representar o Brasil no Miss Internacional Queen, que acontece na Tailândia.

Fotos: Divulgação / Miss T Paraíba (As imagens dessa publicação são de responsabilidade da autora do texto)

Por: Kimberly Luciana Dias - CLIQUE AQUI e leia mais artigos da coluna Super T!

Kimberly é Blogueira (www.mundot-girl.blogspot.com.br), Estilista e Must em acessórios para quem faz shows. Natural da cidade de Fernandópolis, interior de SP, é dona de alguns Títulos de Beleza e Talento Profissional. É atuante na militância pelos direitos das Travestis e Transexuais.


 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code