NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 26 de junho de 2015

EUA: Supremo Tribunal aprova união civil LGBT em todo o país

Em Neon: sexta-feira, 26 de junho de 2015


A sexta-feira acordou mais colorida na Casa Branca, nos EUA, quando a Suprema Corte aprovou, por cinco votos a quatro, a união civil LGBT em todo o país. Anteriormente, 37 estados americanos reconheciam a união civil LGBT, mas haviam outros 13 estados que ainda não aprovavam, mas agora não podem mais barrar os casamentos entre iguais.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Segundo a agência AFP o Tribunal afirmou que: “O casamento tem sido uma instituição central na sociedade desde os tempos antigos, mas ele não está isolado das evoluções no direito e na sociedade. Ao excluir casais do mesmo sexo do casamento, explicou, nega-se a eles ‘a constelação de benefícios que os estados relacionaram ao casamento’. A união estável encarna um amor que pode perdurar até mesmo após a morte. Estaria equivocado dizer que estes homens e mulheres desrespeitam a ideia de casamento... Eles pedem direitos iguais aos olhos da lei. A Constituição lhes concede este direito".

A decisão não entrará em vigor imediatamente, pois há um prazo de três semanas, dado pelo Tribunal, para pedidos de reconsideração.

Segundo a CNN, em pronunciamento na Casa Branca, o presidente Barack Obama disse que "os americanos devem estar muito orgulhosos", porque os pequenos atos de coragem "lentamente fez um país inteiro perceber que o amor é o amor".

No Twitter, o presidente escreveu: “Hoje é um grande passo na nossa marcha em direção à igualdade. Casais de gays e lésbicas têm agora o direito de se casar, como qualquer outra pessoa”. Com a hastag #LoveWins, algo como “Vitória do amor”.

Até na página da Casa Branca no Facebook foi feita uma homenagem. Hoje a foto de perfil traz o monumento colorido com as cores do arco-íris (a imagem que ilustra essa matéria). Isso sim, é democracia.

Stonewall
Dois dias antes de completar 46 anos do motim em Nova York, no Stonewall Inn, que foi o berço da luta pelos direitos LGBT, a decisão veio como uma grande vitória para todos os cidadãos LGBT, não só dos EUA, mas do mundo, pois essa é uma decisão que levará muitas nações a seguirem o exemplo, pelo menos é o que todos esperam.

Imagens: Reprodução do Twitter do Presidente Barack Obama e Facebook da Casa Branca

A Redação

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code