NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Curiosidade: Sherek da vida real, Maurice Tillet teria sido a inspiração para o personagem da Dreamworks

Em Neon: sexta-feira, 10 de abril de 2015


Não há nada que confirme essa teoria, mas após ver as fotos do russo, radicado francês, Maurice Tillet, você poderá tomar as suas próprias conclusões.

CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Maurice nasceu em 1903, perto dos Montes Urais, na Rússia, e foi educado nas melhores escolas da região, graças a seus pais, um engenheiro ferroviário de origem francesa e uma professora. Após a eclosão da Revolução Bolchevique de 1917, a família decidiu emigrar para a cidade francesa de Reims e depois para Toulouse, onde Maurice começou a cursar Direito. Aos 16 anos, começou a notar alterações no crescimento e teve que parar. Na foto ao lado vemos Maurice, aos 13 anos, antes de desenvolver a doença.

Quem conheceu Maurice disse que ele era um homem gentil, apesar da aparência marcante, com uma inteligência acima da média (falava 14 línguas), também era poeta e ator. Um homem engraçado que gostava de sair para dançar com as meninas, mas em casa relaxava ouvindo os grandes compositores como Frédéric Chopin.

Após vários anos de visitas médicas, aos 19 anos foi diagnosticado acromegalia*, uma doença endócrina rara que altera a produção de hormônio do crescimento e faz com que os ossos da cabeça cresçam de forma desproporcional. Em Maurice a doença causou crescimento excessivo dos ossos que deformaram lentamente seu corpo.

Ele tentou várias profissões antes de se juntar a Marinha francesa e um deles foi o rugby. Em 1926, ele foi selecionado para representar a França em uma partida em Londres, onde recebeu um aperto de mão e os parabéns do próprio Rei George V. "Eu joguei rúgbi e o fiz com muita satisfação. Isso fez eu me sentir integrado a uma equipe que me respeitava e me permitiu desenvolver-me fisicamente. Esta foi uma libertação para mim", confessou Tillet anos mais tarde.

Ele permaneceu na Marinha por cinco anos, até mudar-se para os EUA, por não suportar mais ser rejeitado pelo seu tipo físico. Durante esses anos ele conheceu o lutador profissional Karl Pojello, com quem teve uma grande amizade, despertando nele a paixão pelo wrestling, dedicando-se então ao esporte profissionalmente, em meados dos anos 30. Karl foi seu treinador e seu melhor amigo até o fim de seus dias. Devido à sua aparência peculiar, Tillet fazia o papel de vilão no ringue, lutando contra os mocinhos, que arrancavam gritinhos histéricos das meninas. Ele teve vários apelidos, como: "O Monstro Ogro do Quadrilátero”, “O Homem mais Feio do Mundo” e “O Neanderthal”. Mas o que ficou definitivamente para a história foi o único apelido que sua mãe colocou quando ele era criança: “O Anjo Francês”.

Maurice foi campeão mundial de luta livre em 13 de maio de 1940 ao vencer Steve Casey em Boston, ele foi o responsável pela paixão que as pessoas tiveram pelo esporte, pois arrastava multidões para vê-lo lutar. Ele permaneceu invicto durante 19 meses, mas sua doença degenerativa começou a trazer-lhe más consequências.

Tillet era um católico devoto e, em 1947, o Papa o recebeu em audiência. Perguntado pelo Santo Pontífice por seu estilo de vida, Maurice respondeu: "Desde que eu era criança, era maduro o suficiente para saber que eu sempre fui alvo de curiosidade. Bem cedo eu comecei a aceitar minha aparência, e devo dizer que eu não tenho nenhum complexo de inferioridade".

Em 1953, a derrota em uma luta em Singapura contra Bert Assirati, o empurrou para uma depressão que o levou à clausura até sua morte. Durante esses anos, dedicou-se a falar e jogar xadrez com os amigos, mas antes de sua morte concordou em fazer um molde de seu rosto. Foram feitas três cópias, uma está exposta no Museu Internacional de Luta em Iowa, outra está no Hall da Fama do Halterofilismo, em Nova York (dizem que essa réplica serviu de modelo para a construção do personagem Sherek) e a terceira foi utilizada para fazer um busto, de tamanho natural, no International Museum of Surgical Scienceem Chicago, em Illinois.

Em 8 de setembro de 1954, aos 50 anos, depois de ter sido comunicado que seu amigo Carl Pojello, que ocupava um quarto ao lado do seu no hospital, tinha morrido, o coração de Maurice parou de bater. Eles foram juntos como dois bons amigos.

O gigante de boa índole que queria ser uma estrela de cinema foi anos mais tarde, sem saber, a inspiração para o personagem Sherek. Muito embora o artista que criou Shrek e a Dreamworks mantenham silêncio sobre sua inspiração, não houve nenhuma recusa de que Maurice tenha inspirado Shrek, pois a empresa não fala sobre o assunto.

O pesquisador Tom Latour afirma, com "95% de certeza", que Shrek foi inspirado em Tillet. E aponta outra semelhança entre o lutador e o personagem: "Quando Maurice subia no ringue ele também rugia, e o público adorava", diz Tom.

E você, o que acha?

Confira outras fotos de Maurice Tillet abaixo:

*Acromegalia é uma síndrome causada pelo aumento da secreção do hormônio de crescimento (GH e IGF-I) em adultos. Quando ocorre na infância ou na adolescência é chamada de gigantismo. Por ocorrer na fase adulta, em que as epífises já encerraram, o crescimento se dá nas partes moles e nos ossos (não no crescimento longitudinal (ficando mais alto) como no gigantismo, mas em largura). Geralmente o intervalo entre o início da doença e o seu diagnóstico é de 12 anos, pois o crescimento anormal demora para ficarem claramente distintos do normal. (Wikipédia)

Fotos: Associated Press / Reprodução

A Redação

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code