NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Biologia Total: Todos os homens já foram mulheres

Em Neon: quinta-feira, 2 de abril de 2015



Mais uma vez estou aqui para apresentar um novo colunista, que vem para somar nosso time de colunistas maravilhosos que trazemos em nosso site.

O Professor Paulo Jubilut, é biólogo formado pela Universidade Federal de Santa Catarina com mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade do Vale do Itajaí. Aqui ele trará assuntos muito interessantes sobre biologia, para nosso conhecimento. Tenho certeza que nossos leitores irão curtir mais essa coluna. Então vamos conhecer o trabalho do professor nessa primeira matéria superinteressante.

Eduardo Moraes - Editor Chefe



CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

Parece meio confuso este título, não é? Mas vamos aprender um pouco sobre o desenvolvimento embrionário para sacar o porquê dele. Na verdade, fenotipicamente, ou seja, em relação à aparência dos indivíduos, todos os humanos começam sua vida uterina com gêneros sexuais neutros. A aparência externa das genitálias só aparecerá depois de algumas semanas de gestação.

Como vocês já sabem, dentro das nossas células nós temos 23 pares de cromossomos. Vinte dois destes pares são chamados de cromossomos autossômicos, enquanto o par restante é de cromossomos sexuais. Homens apresentam dois cromossomos diferentes (X e Y) e as mulheres dois cromossomos do mesmo tipo (dois cromossomos X).

Ok, geneticamente, nós homens somos concebidos com os cromossomos X e Y, porém, durante o início da gestação, o cromossomo Y permanece inativo.

Somente o cromossomo X estará ativo nas primeiras seis semanas de desenvolvimento do embrião. Este cromossomo é o que determinará as características físicas de uma mulher até o nascimento do bebê. Após as primeiras seis semanas, nos homens, o cromossomo Y é ativado. E o que o cromossomo Y muda no desenvolvimento do ser humano?

O cromossomo Y inclui um gene chamado de SRY. Este gene tem duas funções. Uma é inibir o funcionamento de alguns genes do cromossomo X, a outra é impor a dominância do cromossomo Y sobre o cromossomo X para que as características masculinas se desenvolvam.


As “gônadas” se deslocam do seu lugar e acabam se transformando em testículos que acabam sendo envolvidos pelo tecido que formaria nas mulheres os lábios vaginais, formando o saco escrotal e pênis. Você, garotão, que gosta de ficar se vendo no espelho pode reparar que bem no centro do saco escrotal é formada uma linha. Esta é a linha da junção dos lábios vaginais que acontecem nesta fase do desenvolvimento embrionário. A linha recebe um nome específico, chamada de rafe escrotal.

A pele do escroto e do pênis é fechada como um zíper e conforme este fechamento vai sendo finalizado, chega ao ponto de uma estrutura especial, que nas mulheres é o clitóris. O clitóris corresponde no homem à glande ou a “cabeça” do pênis.

Outra coisa interessante deste desenvolvimento é que os mamilos são formados nos embriões antes da ativação do cromossomo Y. Por isto homens têm mamilos, mas não desenvolvem seios porque o cromossomo Y inibe a formação dos seios durante a puberdade.

Se por acaso o gene SRY não for ativado durante o desenvolvimento embrionário, teremos uma pessoa geneticamente do sexo masculino, porém com características sexuais e corporais femininas. Do mesmo jeito, o gene SRY pode ser inserido no cromossomo X durante o crossing-over e assim teremos um indivíduo geneticamente feminino (XX), porém com características masculinas.


























Fotos e imagens: Reprodução

Por: Prof. Jubilut

Paulo Jubilut é biólogo formado pela Universidade Federal de Santa Catarina com mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade do Vale do Itajaí. Atuou por doze anos como professor, nos mais conceituados colégios e cursinhos do Paraná e Santa Catarina. A necessidade de fazer um "algo a mais" pela Educação do Brasil, fez com que ele disponibilizasse suas aulas de biologia na Internet possibilitando o acesso a um conteúdo de qualidade, para todas as pessoas com acesso a rede. Foi um sucesso. Resolveu abandonar as aulas presenciais e criar o Projeto Biologia Total. Juntamente com a página no Facebook e o site (www.biologiatotal.com.br), uma ferramenta única no ensino de Biologia no Brasil.

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code