NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

terça-feira, 26 de agosto de 2014

ABCDi Polly: Rosa Paumeirão a Drag Queen Caricata

Em Neon: terça-feira, 26 de agosto de 2014




A personagem Rosa Paumeirão nasceu em Julho de 2006 através de uma brincadeira na casa de um amigo. Depois disso ela foi convidada a trabalhar numa boate que já não existe mais.

Passados oito anos, Rosa nunca ficou sem trabalho, animando todo tipo de evento.

Quem faz suas minhas maquiagens é o seu próprio marido, que também é Drag Queen. Katrynny Montgomere (com ela na foto) e Rosa Paumeirão estão casados há 14 anos. Katrynny só se monta de Drag Queen, as vezes, para ir a alguma festa e desopilar um pouco na companhia de Rosa.

Confira a conversa entre Kaká di Polly e Rosa Paumeirão para o ABCDi Polly, com palavras do universo vivido por Rosa:



CURTA O EM NEON NO FACEBOOK

AMOR: Katrynny Montgomere. 
BEIJO: Todos os dias Katrynny Montgomere, o amor da minha vida.
CASAMENTO DE DUAS DRAGS: O amor não faz separações, eu amo a Katrynny e ela me ama, não temos vergonha uma da outra, somos parceiras e cúmplices. Ela me apoia e eu faço o mesmo, mas eu sou a única que trabalha como drag queen. Pra que preconceito numa relação né?
DRAG RACE: Significa que as drags do Brasil não devem nada às de fora, somos melhores ou iguais. Estamos no mesmo patamar de estilo e ousadia. Porque toda Drag Queen que se presa tem que ser ousada, né?
EMOÇÃO: Falta de respeito com os artistas Drag Queens (isso mexe comigo).
FESTAS: Para mim é sempre uma surpresa, pois eu animo tudo, tudo mesmo, desde chás a despedidas de solteiros, aniversários, recepções, entre outras coisas. Cada animação é uma surpresa diferente para mim, já fiz eventos para mais de 800 pessoas como para quatro casais, para mim não há diferença, pois eu sou sempre eu em qualquer festa.  
GASTO: Não sou "gastadeira", sou econômica, penso no meu futuro, pois quero comprar minha casa própria (ou seja, não faço gastos).
HUMOR: É como tirar leite de pedra, pois eu não sou humorista, eu sou caricata, gosto de trabalhar com a troca de energia, sei com quem eu posso brincar e na mesma hora recebo o retorno da pessoa em forma de risos. 
INSPIRAÇÃO: A minha inspiração é uma mistura de várias coisas, vem de desde as divas que fizeram sucesso no passado e algumas que fazem até hoje. Também me inspiro no Chacrinha (o Velho Guerreiro), no Clube do Bolinha (um programa que tinha nos anos 80), no Erik Barreto (que fazia a Carmem Miranda), a Lola Batalhão, a Laura de Vison, entre vários artistas.
JUVENTUDE: Se tiver competência, nova, velha, experiente ou sem experiência, todas nós merecemos uma chance.
KATRYNNY: Posso te responder com total segurança que ela é meu porto seguro, minha fortaleza, o amor da minha vida. O amor que eu sinto é tanto que tudo o que eu venha a falar aqui é pouco pra definir o que sinto por Katrynny.
LIXO: O preconceito, e a falta de respeito com o ser humano.
MILITÂNCIA: Não participo de militâncias, mas não fico de braços cruzados quando vejo ou ouço alguém falar mal de algum LGBT. Todos nós deveríamos ter uma cartilha de como lidar com o próximo, pois ninguém merece ser hostilizado pela sua condição, seja ela qual for.
NOITE LGBT: Não sou uma frequentadora da noite LGBT, mas acho agitada (risos). 
ORGULHO: Tenho orgulho do meu casamento e sempre terei.
PARADAS LGBT: Acho fundamental. Eu apoio, participo e basta cada um observar e ver que aos poucos conquistamos o nosso espaço. E os héteros adoram participar (risos). 
QUALIDADE DE VIDA: Acordar cedo, fazer exercícios, ler um bom livro e se alimentar bem (não faço nada disso, risos). 
ROSA PAUMEIRÃO: Crescimento, e conquistas! Tenho esse personagem como um grande laboratório em minha vida: De liberdade de expressão, de humanização, alegria e respeito. 
SUCESSO: Rosa Paumeirão.
TALENTO: Rosa Paumeirão. 
UNIÃO CIVIL: Nosso direito.
VAIDADE: Tomo banho de perfume e não tenho preferências por marcas.
XINGO: O preconceito.
ZERO: É sempre ZERO.

Rosa, adoramos sua participação. Obrigado por levar humor e alegria a tanta gente. 

Beijos da Gorda. 

Por: Kaká di Polly

Fotos: Daniele Oliveira e Luiz Fernando de Oliveira
Designer: Wilkison Thiago


Kaká di Polly é a Drag Queen vivida por Carlos Alberto há mais de três décadas. Após escrever durante anos para a grande maioria da mídia LGBT, lançou o jornal Atitude. Foi a idealizadora da Campanha: Paz, Amor e Camisinha – Absolutamente Conscientes. Irreverente, polêmica, rebelde e contestadora, conquistou nestes anos muitos amigos, respeito e admiração de uma legião de fãs.


 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code