NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Teatro: 41 anos depois, Mário Gomes interpretará enfermeiro gay em remontagem da peça que o consagrou

Em Neon: sexta-feira, 9 de maio de 2014


Em 1973 o ator Mário Gomes contracenou ao lado de Arlete Salles e Nestor de Montemar na peça “Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá”, dirigida por Léo Jusi. A montagem foi um sucesso de público e crítica, principalmente ao então jovem Mário Gomes.

Mário Gomes, Arlete Salles e Nestor de Montemar na montagem de 1973
A peça de Fernando Mello terá uma remontagem dirigida pelo próprio Mário Gomes, que agora viverá o papel que no passado foi defendido por Montemar, o enfermeiro Pedro, um tipo solitário obcecado por Greta Garbo e que tentava conquistar o amor de Renato, um rapaz viciado em drogas (papel que Gomes viveu em 1973).

Segundo Patrícia Kogut, para o papel vivido por Arlete Salles, Mário chamou sua filha Linda Gomes, de 22 anos. 

Vale lembrar que em 1974 Raul Cortez também atuou na peça, no papel de Pedro, sob a direção de Léo Jusi. Ítalo Rossi igualmente estrelou esta montagem, na temporada de 1978. Raul Cortez remontou o texto em 1993, com Eduardo Moscovis como Renato e direção de Wolf Maya.

Imagens: IG/Arquivo

Por: Eduardo Moraes

Eduardo Moraes é jornalista formado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) além de fotógrafo há 15 anos. Em seu curriculum estão o Jornal e Site Abalo, a Exposição O "T" da Questão e o Livro Avesso - Meu Lado Certo. Atualmente é editor-chefe do site www.EmNeon.com.br
 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code