NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

sábado, 10 de maio de 2014

Cinema/Cineclube LGBT: Noite badalada na pré-estreia carioca do longa 'Praia do Futuro'

Em Neon: sábado, 10 de maio de 2014


Elenco de "Praia do Futuro" e produção do Cineclube LGBT no palco antes da exibição
Céu fechado anunciando chuva, trânsito intenso no centro do Rio de Janeiro, noite pouco propensa ao sucesso de um evento de cinema.

Mas nesta última sexta-feira à noite (09/05), no Cine Odeon (Rio), o Cineclube LGBT confirmou mais uma vez o triunfo da cultura.

Em frente ao Odeon, local em que as edições são realizadas, uma fila gigante, gente animada e ansiosa para a pré-estreia do tão aguardado "Praia do Futuro", filme de Karim Aïnouz, que entra em cartaz nos cinemas a partir do dia 15 de maio.

A organização do evento recebeu os meios de comunicação atenciosamente e os encaminhou para pequenas entrevistas com os atores presentes, Jesuita Barbosa e Clemens Schick. Wagner Moura não pode comparecer, pois teve outros compromissos na data.

Com exclusividade para o Em Neon, quando perguntado sobre a estreia do filme no Brasil, após ser aclamadíssimo no Festival de Berlim, o ator Jesuita Barbosa disse ter as melhores expectativas possíveis. O ator espera que o filme possa ser visto pelo maior número de pessoas.

Segundo Jesuita, o filme vem com uma potência muito grande, singular, diferente de tudo o que Aïnouz já produziu (Madame Satã e O Céu de Suely).

Quando perguntado se ele achava que a temática do filme seria melhor aceita pelo fato de ter atores famosos no elenco, Jesuita, que acaba de atuar na minissérie da Globo, "Amores Roubados" e é considerado como uma das promessas do cinema brasileiro, disse humildemente não saber se é "famoso".

O jovem fez questão de deixar bem claro que, para ele, a temática LGBT é apenas um dos temas do filme, que há muitas outras nuances interessantes e que a mídia não deveria focar ou classificá-lo como um "filme gay".

"O Brasil está muito careta, né? Parece que toda vez que aparece um filme assim as pessoas se voltam para isso! Eles deveriam analisar as coisas de outro jeito, sabe? Os outros sentidos e os outros lugares que o filme traz. Acho que devemos produzir mais filmes com esta causa, que não deve mais ser vista como questão, caso contrário, a gente não consegue sair dessa caretice, desse preconceito. Devemos tratar o assunto como natural, pois realmente é, e a mídia tem papel fundamental para ajudar nisso", disse Jesuita.

A noite ainda contou com a presença do ator alemão Clemens Schick que falou pouco, mas no palco, antes da exibição, mostrou-se simpático, afirmando estar muito honrado por participar da pré-estreia no Brasil e desejando uma boa sessão a todos.

Elenco de "Praia do Futuro" e produção do Cineclube LGBT no palco do Cine Odeon 
Sobre o longa:
Trata-se de um filme visualmente deslumbrante, em alguns momentos lento, mas muito interessante. Wagner Moura está excelente no papel de Donato, Clemens Schick, que estudou português para decorar sua falas, convence muito bem, mas Jesuita Barbosa rouba a cena. Destaque também ao ator mirim Savio Ygor Ramos, que interpreta o personagem de Jesuita na infância.

O elenco, apesar de estar positivamente fora do padrão "corpão malhado", encena alguns takes quentes, brinca com palavrões que fazem rir e emociona nos momentos das decisões tomadas, em uma história curta, mas bem amarrada.

Opinião:
Hoje pela manhã, nosso leitor Alexandre Gallo nos enviou sua opinião via email. Confira:

Alexandre Gallo - Leitor Em Neon e frequentador assíduo do Cineclube LGBT
"A historia é bem legal, com direção e elenco fabulosos! Wagner Moura, como sempre um ótimo ator, sem palavras. O ator alemão Clemens Schick é muito bom, mas fiquei apaixonado pelo Jesuita Barbosa que entra quase no final do filme, em uma aparição forte e que prende o espectador, muito bom ator, promessa boa.

As cenas de nudez e sexo no filme são leves, com nudez frontal, simulações bem naturais entre o casal principal e combinaram com a historia do filme, sem desagradar ou caírem no campo da vulgaridade. Algumas cenas são  longas demais, com os atores andando pensativos, infinitamente, por quase ou mais de 10 minutos.

PONTOS ALTOS: O elenco do filme combina perfeitamente com a trama, tudo a ver! A fotografia, a trilha sonora, o roteiro e a direção do Karim são impecáveis, vale a pena assistir!

PONTOS BAIXOS: Cenas longas, por vezes desnecessárias, como a da boate, por exemplo, e o final do filme que foi construído com um take que parece não ter fim."

O Em Neon acredita que "Praia do Futuro", assim como o Cineclube LGBT, tem um grande futuro pela frente.
Indicamos!

Links interessantes:
Site oficial do filme: www.praiadofuturofilme.com
Cineclube LGBT no Facebook: fb.com/cineclube.lgbt


Por: Eduardo Moraes

Eduardo Moraes é jornalista formado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) além de fotógrafo há 15 anos. Em seu curriculum estão o Jornal e Site Abalo, a Exposição O "T" da Questão e o Livro Avesso - Meu Lado Certo. Atualmente é editor-chefe do site www.EmNeon.com.br







 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code