NOVIDADES

COMPORTAMENTO

sexo

Vídeos

Arquivo Em Neon

terça-feira, 25 de março de 2014

Beat 2 Beat: A nova confusão de Lady Gaga

Em Neon: terça-feira, 25 de março de 2014


Olho de Amy Winehouse: Apenas mais uma das "inspirações" usadas para construir um único vídeo 

Opa! ERASURE voltou a cantar ABBA ou ABBA voltou em estilo ERASURE?
Infelizmente não! É apenas o novo vídeo clipe de Lady Gaga.

Depois de virar assunto na web, em função de uma petição criada pelos seus próprios fãs (ASSINE AQUI) em que eles pedem para que a cantora pare de incentivar a bulimia "recebendo vômito de tinta" no palco, ao melhor estilo "tô nem aí", a cantora lançou seu novo vídeo clipe no último final de semana. 

Me odeiem e massacrem os “Little Monsters”, mas qualquer um que tenha ouvido os hits dos anos 70 e 80, (até mesmo os mais desligados ou leigos em termos de produção musical) conseguem perceber as semelhanças.

É claro que Gaga não deixaria de incluir outros 1000 elementos e viradas estratégicas em sua música (neste caso em duas) ,mas ainda assim ali está toda a essência da música de Andy Bell (vocalista do ERASURE) e os backing vocals  idênticos a dezenas de músicas do ABBA.

Até um figurino no estilo "Priscilla, a Rainha do Deserto" (1994) está presente na obra de Gaga

A cantora está certa. Música POP é feita assim mesmo. "Inspira-se" em um monte de elementos de músicas que deram certo, especialmente de clássicos gays, e os joga em uma única música.
A fórmula pronta é certeira e os gays da nova geração ouvem os "novos hits" como inéditos e criativos. 


A "Monster Diva" parece querer correr atrás do tempo perdido em seu novo vídeo lançado no sábado último (22/03) com destaque pela Vevo.

O vídeo já assistido por mais de 12, 5 milhões de pessoas ao redor do mundo, que mostra como sempre uma mistura desenfreada de figurinos (16 trocas) e cenários sem fim, não permite que possamos criar algum vínculo ótico com o visual ou mesmo entendê-lo como história, chegando ao fim sem dizer a que veio.
São 11 confusos minutos (sendo 4 só de créditos) em que a cantora apresenta "G.U.Y", "ARTPOP" e "VENUS".... Se é que eu entendi certo!

Anjo flechado ou Fênix? Só Gaga pode responder! 
Mas há algo SUPER POSITIVO  no vídeo. Gaga mostra com sua Fênix que quer renascer, como assumindo saber que há um bom tempo não emplaca, especialmente depois de "flopar" com seus dois últimos álbuns e sua última tour, que no Brasil teve 43% dos ingressos encalhados, mesmo após uma promoção que vendia dois ingressos pelo preço de um.

Michael Jackson é ressuscitado enquanto Gaga disputa a compra de Neverland com Jay-Z 
Nem mesmo o Rei do Pop escapou desta salada de futas que apresenta Mahatma Gandhi, Jesus Cristo, atores do elenco do seriado americano "The Real Housewives of Beverly Hills" e muitos bailarinos (todos sarados, como se Gaga não tivesse fãs comuns) em takes e mais takes sem fim, que levaram seis dias para serem gravados. Tudo é declarado como homenagem... Sim, pode até ser, mas tudo se perde na produção. 

Não dá para se garantir com um ou dois figurinos e poucos cenários, Gaga? A resposta é: NÃO! 

São tantos elementos em um único vídeo, que fica óbvia a tentativa de compensar a falta de autenticidade e energia da produção musical.

Gaga em versão Yellow Lego

Eu nunca fui (e nem pretendo ser) fã de Lady Gaga e confesso que aprendi a gostar de algumas músicas dela, unicamente pela produção instrumental, que relembra tantas coisas que eu já ouvi e adoro. Lógico que começo a ouvi-las e logo procuro a original em que ela se "inspirou" para produzir.

Mesmo assim reconheço o seu potencial como artista e acredito, com toda a certeza, que a moça apenas está perdida entre tantas referências e elementos que nós, maiores de 30 anos, estamos cansados de ter visto e ouvido antes.

Finalizando este texto, deixo bem claro que nada tenho contra Gaga ou seus fãs e desejo sucesso para a cantora, afinal de contas, se ela tem tantos milhares de seguidores, aí está a prova de que ela é capaz de ir ainda mais longe.

Confira o vídeo e tire suas próprias conclusões:




Por: Maurício Code

Maurício Code é designer gráfico, atuante no mercado desde 1995, DJ produtor, criador do selo Code Art Design (www.codeartdesign.com.br) e promoter de eventos na noite carioca através da pop4fun. Em seu curriculum destacam trabalhos para artistas nacionais e internacionais, remixes disponibilizados gratuitamente na internet além de trabalhos como visagista para cinema e televisão.

 
Todos os direitos reservados para © 2014 Em Neon
Desenvolvido por Code Art Design by Maurício Code